Divórcio quando há filhos - Galvão & Silva Advocacia Brasília DF

Divórcio quando há filhos

Converse com um advogado

Preencha os campos abaixo com uma breve explicação do seu problema:

Por Galvão & Silva Advocacia

4 Comentários

2 min de leitura

Divórcio quando há filhos

Quando falamos em divórcio, encontramos indivíduos às vezes machucados, raivosos. Também encontramos pessoas calmas, serenas (esse não é o cenário mais comum) e cientes de que o casamento para ambos chegou ao fim.

Entretanto, em algumas situações temos mais indivíduos acrescidos a essa situação: os filhos menores. Em sua grande maioria, isso pode acarretar sérias discussões dentro de um procedimento que por si, já é custoso.

Mas estamos aqui para falar sobre procedimentos então vamos a eles.

Inicialmente precisamos informar que a lei não distinguem mais entre mulheres ou homens, no que diz respeito a guarda do filho menor ou incapaz. Ou seja, ambos possuem exatamente os mesmo direitos e obrigações, em relação aos filhos menores.

No Brasil, não existe a guarda alternada. Só temos a guarda unilateral ou compartilhada (aqui o pai e a mãe, tem a responsabilidade igual sobre a criança ou adolescente). Guarda, quer dizer responsabilidade.

Quando falamos de guarda unilateral, tem-se que olhar sob o aspecto da responsabilidade sobre o menor, verificando se o progenitor está apto para manter sob sua guarda unilateralmente o menor. Salientando aqui que com isso, a guarda unilateral é uma exceção a ser tratada, caso a caso.

Tem se a figura do guardião, que é o progenitor que tem a criança ou o adolescente, sob seu teto.

Ligue agora e agende uma reunião
(61) 3702.9969

Quando falamos da guarda compartilhada, também olhamos para a aptidão dos progenitores para terem o menor sob sua guarda. Quando ambos estão aptos, os pais serão titulares da guarda, dividindo as mesmas responsabilidades e direitos com relação ao filho. Essas responsabilidades e direitos, serão pactuadas perante um juiz.

A guarda compartilhada vem sendo a regra praticada juridicamente, pois, considerando as devidas exceções, causa menos impacto psicológico para a criança e visa um equilíbrio para os pais, em uma situação de divórcio.

Precisamos esclarecer um ponto: quando no divórcio temos a figura do filho menor, necessariamente ocorre uma ação judicial. Não se tem a possibilidade de pactuar essa relação, de forma extrajudicial.

Entretanto essa ação pode correr de forma consensual e se torna um divórcio em sua grande parte, mais rápido, pois nele temos o consenso das partes, sob todos os aspectos da antiga vida a dois.

A pactuação de visita quando ocorre o divórcio consensual. Quando temos o litigioso, essa pactuação ocorre por determinação do juiz. O interesse da criança sempre estará à vista do juiz para essas decisões.

A pactuação dos alimentos, no caso de um divórcio consensual, também deve constar da minuta. Vale um ponto importante: os alimentos são uma obrigação recíproca entre os pais. Em um divórcio litigioso, a prestação dos alimentos, seu valor, será determinado pelo juiz, que observará a situação financeira dos progenitores.

Um novo casamento daquele que se torna provedor dos alimentos, não o exime de cumprir a determinação judicial (tendo sido ela de maneira consensual ou litigiosa) dos alimentos.

A necessidade de um advogado especializado em direito de família, em especial atenção as questões de divórcio, é fundamental para que e, principalmente, as partes possam ser amparadas, ter o devido acompanhamento e sempre considerando o interesse da criança menor, fruto dessa relação.

5/5 - (1 vote)

Publicado em 05 fev 2021

4 respostas para “Divórcio quando há filhos”

  1. Leonardo disse:

    E em caso de Traição, favorece o lado traído, em questão de guarda dos menores???? Eles podem escolher com que quer ficar????

    • Galvão & Silva Advocacia disse:

      Não favorece, mas se o filho(a) tiver mais de 12 anos, a sua opinião levará em conta para o Juiz. A guarda seria no caso compartilhada para esse caso, onde os pais e conjunto decidirá as ações da filha(o).

  2. Maurício disse:

    Estou querendo pedi divórcio tem mais de três anos e vou pedir o divórcio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Como Funciona o Divórcio Litigioso

Por Galvão & Silva Advocacia

06 out 2021 ∙ 10 min de leitura

Averbação de Divórcio e Sua Importância

Por Galvão & Silva Advocacia

28 abr 2021 ∙ 6 min de leitura

O que é a Comunhão de Bens e quais os tipos

Por Galvão & Silva Advocacia

23 abr 2021 ∙ 4 min de leitura

Posts recomendados

Divórcio Extrajudicial de forma Simples e...

Por Galvão & Silva Advocacia

28 fev 2020 ∙ 5 min de leitura

Entenda o que é Inventário, e para que...

Por Galvão & Silva Advocacia

23 maio 2019 ∙ 3 min de leitura

Entenda como funciona um Inventário de forma...

Por Galvão & Silva Advocacia

28 jan 2019 ∙ 9 min de leitura

Onde nos encontrar

Sede principal - Venâncio Shopping

SCS Quadra 08, Venâncio Shopping, Bloco B-60, 2º Andar, Salas 203 e 204 – Brasília-DF CEP: 70.333-900

Onde nos encontrar

Águas Claras

Rua das Pitangueiras 02 Águas Claras Norte - Brasília DF, Lote 11/12, Edifício Easy, Mezanino.
©2021 Galvão & Silva - Todos os Direitos Reservados.
Entrar em contato pelo WhatsApp
✓ Válido