Herança Jacente: Entenda o Conceito e os Procedimentos Herança Jacente: Entenda o Conceito e os Procedimentos

Herança Jacente: Entenda o Conceito e os Procedimentos Legais Envolvidos

Por Galvão & Silva Advocacia

0 Comentários

9 min de leitura

heranca-jacente

A expressão “Herança Jacente” se refere a uma situação em que uma pessoa falece e deixa bens e propriedades, mas não deixa um herdeiro ou beneficiário claro. Em outras palavras, é quando não é imediatamente óbvio quem deve herdar os ativos deixados pelo falecido. 

Nessas circunstâncias, os bens e propriedades são considerados “jacentes”, ou seja, estão sem dono reconhecido. Quando ocorre uma herança jacente, a jurisdição legal local geralmente assume a responsabilidade pela administração dos bens e propriedades até que se possa determinar os herdeiros legais ou beneficiários. Sendo assim, com base na relevância da temática, os advogados do escritório Galvão & Silva Advocacia elaboraram este artigo.

Quais são as circunstâncias que levam a uma situação de herança jacente?

Uma situação de herança jacente pode ocorrer em várias circunstâncias, muitas das quais envolvem a falta de herdeiros claros ou beneficiários para os bens e propriedades deixados por alguém que faleceu. Algumas das circunstâncias que podem levar a uma herança jacente incluem:

  • Falecimento sem Testamento: Quando uma pessoa falece sem deixar um testamento válido ou instruções claras sobre a distribuição de seus bens, pode haver incerteza sobre quem deve herdar os ativos;
  • Família Desconhecida: Se o falecido não tiver parentes conhecidos ou próximos, pode ser difícil determinar quem são os herdeiros legais;
  • Falecimento sem Contato Prévio: Se o falecido não mantiver contato frequente com amigos, familiares ou conhecidos, pode ser difícil localizar possíveis herdeiros ou beneficiários;
  • Morte Sem Deixar Rastros Financeiros: Se a pessoa falecida não deixar registros financeiros claros, como contas bancárias, propriedades ou outros ativos registrados em seu nome, a identificação dos herdeiros pode ser complicada;
  • Herdeiros Distantes ou Desconhecidos: Em alguns casos, os herdeiros legais podem ser parentes distantes ou desconhecidos, o que torna a identificação e localização deles mais desafiadora;
  • Falta de Documentação: Se não houver documentação adequada sobre a propriedade ou os ativos do falecido, a situação pode levar a incertezas sobre a herança.
Ligue e agende a sua consultoria com o Advogado Especialista.

Dessa forma, uma herança jacente ocorre quando a falta de informações claras sobre herdeiros ou beneficiários resulta em incerteza quanto à distribuição dos ativos deixados por uma pessoa falecida. Isso pode ser devido à ausência de testamento, parentes desconhecidos, falta de registros financeiros, entre outros fatores.

Quais são as responsabilidades de um curador ou administrador nomeado para cuidar de uma herança jacente?

Um curador ou administrador designado para lidar com uma herança jacente assume uma série de responsabilidades cruciais para a gestão eficaz dos bens e propriedades deixados pelo falecido. 

Entre suas tarefas essenciais estão a elaboração de um inventário detalhado e a avaliação dos ativos, incluindo sua condição física e valor financeiro. Ademais, eles são encarregados de administrar os ativos financeiros da herança, honrando pagamentos de dívidas pendentes e despesas relacionadas. 

A preservação adequada dos ativos, a identificação de herdeiros ou beneficiários potenciais e a comunicação contínua com as autoridades legais também fazem parte de suas atribuições. À medida que conduzem as atividades, devem manter registros detalhados, garantindo a prestação de contas em relação a todas as transações financeiras e atividades associadas à herança. 

Uma vez que os herdeiros ou beneficiários sejam identificados e os requisitos legais cumpridos, o curador assume a responsabilidade pela distribuição adequada dos ativos da herança, seguindo as leis de sucessão ou testamento pertinentes. Ao realizar todas essas ações, o curador ou administrador deve aderir rigorosamente aos procedimentos legais e regulatórios estabelecidos, garantindo uma administração transparente, eficaz e ética da herança.

Quais são os passos para identificar possíveis herdeiros ou beneficiários de uma herança jacente?

A identificação de possíveis herdeiros ou beneficiários em uma situação de herança jacente envolve uma série de passos meticulosos e investigativos. Aqui estão os passos comuns que podem ser seguidos nesse processo:

Precisando de um Advogado Especialista em sua causa?Somos o escritório certo para te atender.

Levantamento de Informações

Comece coletando todas as informações disponíveis sobre o falecido, incluindo documentos legais, registros financeiros, contatos e qualquer testamento conhecido.

Pesquisa de Documentos

Realize uma busca minuciosa por documentos como certidões de nascimento, casamento e óbito, registros de propriedade, contratos e outros documentos que possam conter informações sobre familiares ou beneficiários.

Entrevistas e Investigação

Entre em contato com amigos, conhecidos e vizinhos do falecido para obter informações sobre parentes, beneficiários potenciais ou pessoas com quem ele mantinha contato.

Pesquisa Genealógica

Caso a pesquisa direta não conduza a herdeiros, considere utilizar serviços de pesquisa genealógica para traçar a árvore genealógica da família e identificar parentes distantes.

Consulta a Registros Públicos

Verifique registros públicos de casamentos, nascimentos e óbitos para identificar possíveis herdeiros ou parentes próximos.

Procedimentos Legais

Após identificar herdeiros ou beneficiários legítimos, siga os procedimentos legais necessários para determinar a distribuição dos ativos de acordo com as leis de sucessão ou testamento aplicáveis.

Lembrando que os passos exatos podem variar dependendo das leis e regulamentos do país ou jurisdição específica. A busca por herdeiros ou beneficiários em uma herança jacente exige uma abordagem detalhada, persistente e, em alguns casos, a colaboração com especialistas.

Clique no botão e fale agora com o advogado especialista

Quais são as leis de sucessão ou testamento que regem a distribuição de uma herança jacente?

No Brasil, a distribuição de uma herança jacente é regida pelo Código Civil Brasileiro e pelas disposições do Código de Processo Civil. Quando não há testamento válido ou diretrizes claras quanto à distribuição dos bens, as regras de sucessão intestada entram em vigor para definir como os ativos serão repartidos. 

A ordem de preferência é estabelecida, priorizando o cônjuge ou companheiro sobrevivente e os descendentes, seguidos pelos ascendentes e, posteriormente, pelos colaterais até o quarto grau. O cônjuge ou companheiro sobrevivente tem direito a uma parte da herança, e a distribuição entre os herdeiros segue critérios específicos conforme as categorias. 

O processo de inventário e partilha é iniciado para listar e avaliar os bens e dívidas da herança, após o qual a divisão é realizada conforme as proporções estabelecidas por lei. Em situações de herança jacente, onde não há herdeiros conhecidos, pode ser necessário publicar um edital convocando possíveis beneficiários a se manifestarem. 

Caso todos os esforços para identificar herdeiros falhem, um curador especial pode ser nomeado para administrar temporariamente os bens até que os herdeiros sejam localizados. Em último caso, se não houver herdeiros identificáveis, os bens podem ser revertidos ao Estado através do instituto do “escheat“. 

Para garantir a conformidade com as complexas leis de sucessão e assegurar que todos os procedimentos legais sejam seguidos corretamente, é recomendado buscar aconselhamento legal especializado.

Quais são os direitos legais dos herdeiros ou beneficiários identificados em uma herança jacente?

Os direitos legais dos herdeiros ou beneficiários identificados em uma herança jacente podem variar de acordo com as leis de sucessão e os regulamentos da jurisdição específica. No entanto, existem alguns direitos comuns que geralmente se aplicam aos herdeiros ou beneficiários em tais situações:

Ligue e agende a sua consultoria com o Advogado Especialista.

Direito à Herança

Os herdeiros têm o direito legal de receber uma parte da herança de acordo com a distribuição determinada pelas leis de sucessão. Isso inclui a recepção de bens, propriedades, dinheiro e outros ativos que compõem a herança.

Participação no Inventário

Os herdeiros têm o direito de participar do processo de inventário e partilha dos bens da herança. Isso envolve a identificação, avaliação e listagem de todos os ativos e passivos deixados pelo falecido.

Comunicação e Informação

Os herdeiros têm o direito de serem informados sobre todos os detalhes relevantes da herança, incluindo o estado dos ativos, dívidas pendentes, despesas administrativas e outros aspectos relacionados.

Direito de Representação

Se um herdeiro identificado falecer antes de receber sua parte da herança, seus próprios herdeiros (filhos, por exemplo) têm o direito de representá-lo e receber sua parcela.

Recebimento Proporcional

A parte da herança a que cada herdeiro tem direito é geralmente distribuída de maneira proporcional à sua relação com o falecido e conforme as leis de sucessão aplicáveis.

Aceitação ou Renúncia

Os herdeiros têm o direito de aceitar ou renunciar à sua parte na herança. A renúncia deve ser expressa de forma legal e pode ter implicações legais.

Clique no botão e fale agora com o advogado especialista

Os herdeiros têm o direito de serem protegidos por leis e regulamentos que garantam uma distribuição justa da herança e a proteção de seus interesses.

É fundamental entender que os direitos dos herdeiros ou beneficiários identificados em uma herança jacente são moldados pelas leis específicas da jurisdição em que a herança está sendo tratada. Recomenda-se sempre buscar orientação legal especializada para garantir que os direitos dos herdeiros sejam respeitados e para entender completamente os processos legais envolvidos na distribuição da herança.

Importância de um escritório de advocacia especialista na atuação em casos de herança jacente

Um escritório de advocacia especializado na atuação em casos de herança jacente desempenha um papel crucial na garantia de que todo o processo seja conduzido de maneira legal, transparente e eficaz.

O processo de inventário, partilha de bens e documentação legal pode ser complexo. Um escritório especializado oferece assistência em todas as etapas, garantindo que os procedimentos sejam conduzidos adequadamente.

Em suma, a importância de um escritório de advocacia especializado em casos de herança jacente reside em sua capacidade de aplicar conhecimento especializado, interpretar leis complexas, identificar herdeiros, prestar assistência em procedimentos legais, minimizar riscos legais, prevenir disputas e garantir que a distribuição dos ativos seja conduzida de maneira transparente e justa. 

Precisando de um Advogado Especialista em sua causa?Somos o escritório certo para te atender.

Seu papel é essencial para lidar eficazmente com questões legais e processuais delicadas associadas a heranças jacentes, proporcionando segurança e clareza para todas as partes envolvidas. O escritório Galvão & Silva Advocacia conta com um time de profissionais especialistas em casos que envolvem herança jacente que podem lhe ajudar no que for preciso. Entre em contato agora mesmo e agende uma consultoria. Estamos à sua disposição.

5/5 - (1 vote)

Atualizado em 10 de agosto de 2023

Deixe um comentário ou Sugestão:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escritório bem avaliado

Temos uma reputação global por fornecer serviços jurídicos excepcionais.

Posts relacionados

Tipos de Sucessão: Quais são? Como...

Por Galvão & Silva Advocacia

28 nov 2023 ∙ 8 min de leitura

Advogado de Direito de Inventário em...

Por Galvão & Silva Advocacia

21 nov 2023 ∙ 10 min de leitura

Quem Faz Doação Precisa Fazer Inventário...

Por Galvão & Silva Advocacia

13 nov 2023 ∙ 5 min de leitura

Posts recomendados

Advogado especialista em dívidas bancárias

Por Galvão & Silva Advocacia

28 dez 2020 ∙ 8 min de leitura

Homologação de sentença estrangeira

Por Galvão & Silva Advocacia

15 jun 2014 ∙ 41 min de leitura

Direito Administrativo

Por Galvão & Silva Advocacia

29 abr 2014 ∙ 21 min de leitura

Onde nos encontrar

Goiânia - GO

Av. Portugal, n°1148, Sala C 2501 - Edifício Órion Business & Health Complex, Setor Marista, Goiânia - GO CEP: 74.150-030

São Paulo - SP

Avenida Paulista, 1636 - Sala 1504 - Cerqueira César, São Paulo - SP CEP: 01.310-200

Belo Horizonte - BH

Rua Rio Grande do Norte, 1435, Sala 708 - Savassi, Belo Horizonte - MG CEP: 30130-138

Águas Claras - DF

Rua das Pitangueiras 02 Águas Claras Norte, Lote 11/12, Edifício Easy, Mezanino, Brasília - DF CEP: 71950-770

Fortaleza - CE

Rua Monsenhor Bruno, nº 1153, Sala 1423 - Scopa Platinum Corporate, Aldeota, Fortaleza - CE CEP: 60115-191

Florianópolis - SC

Av. Pref. Osmar Cunha, 416, Sala 1108 - Ed. Koerich Empresarial Rio Branco, Centro, Florianópolis - SC CEP: 88015-200

Natal - RN

Avenida Miguel Alcides de Araújo, 1920, Lote A, Capim Macio, Natal - RN CEP: 59078-270

Salvador - BA

Avenida Tancredo Neves, 2539, Sala 2609 - CEO Salvador Shopping Torre Londres, Caminho das Árvores, Salvador - BA CEP: 41820-021

Teresina - PI

Rua Thomas Edson, 2203 - Horto, Teresina - PI CEP: 64052-770

Curitiba - PR

Rua Bom Jesus, Nº 212, Sala 1904 - Juvevê - Curitiba - PR CEP: 80.035-010

João Pessoa - PB

Avenida Dom Pedro I, no 719, sala 104, Tambiá - João Pessoa - PB CEP: 58020-514

©2024 Galvão & Silva - Todos os Direitos Reservados.

Entrar em contato pelo WhatsApp
✓ Válido

Olá, tudo bem? Clique aqui e agende uma consulta com o especialista.
Formulário de whatsapp
Ligar
Auarde um momento enquanto geramos o seu protocolo de atendimento.