Qual a Diferença Entre Due Diligence e Auditoria ?

Qual a Diferença Entre Due Diligence e Auditoria ?

Converse com um advogado

Preencha o formulário abaixo e receba nosso contato personalizado:

05/12/2023

7 min de leitura

Atualizado em

diferenca-entre-due-diligence-e-auditoria

Quer saber qual a diferença entre Due Diligence e Auditoria? Podemos dizer que a Due Diligence é sim uma espécie de auditoria, mas é preciso ter em mente que a Due Diligence, é um processo muito mais aprofundado do que a auditoria, uma vez que diversos aspectos são analisados, tais como trabalhista e previdenciário, financeiro, jurídico, contábil e fiscal, ambiental dentre outros que podem ser considerados relevantes a depender da empresa e do contexto.

Por esse motivo, é importante compreender a diferença entre Due Diligence e auditoria, pois esses conceitos são essenciais para o mundo corporativo, uma vez que ambas consistem em soluções relevantes para análise e investigação minuciosa de todos os aspectos que envolvem uma transação, um setor ou uma empresa. Neste artigo iremos abordar amplamente o tema. Acompanhe e saiba mais!

Afinal, qual a diferença entre Due Diligence e Auditoria?

A Due Diligence e auditoria estão relacionados, mas têm significados e objetivos ligeiramente diferentes. 

A Due Diligence refere-se a uma investigação ou análise detalhada que uma empresa realiza antes de se envolver em uma transação comercial significativa. Essa transação pode incluir aquisições, fusões, investimentos ou parcerias estratégicas.

O objetivo da Due Diligence é avaliar e entender completamente os riscos, oportunidades, finanças, operações, conformidade legal e outros aspectos relevantes da entidade ou negócio alvo, e visa fornecer informações relevantes para a tomada de decisão final quanto à celebração ou não do negócio, por exemplo.

Ligue e agende a sua consultoria com o Advogado Especialista.

Assim, este processo envolve áreas como finanças, Recursos Humanos, jurídico, operações, propriedade intelectual e questões regulatórias.

Por outro lado, a auditoria é um processo estruturado de exame e verificação de registros financeiros, transações e operações de uma empresa, ela pode ser interna (realizada por uma equipe interna) ou externa (conduzida por auditores independentes).

O principal objetivo da auditoria é assegurar a precisão e a confiabilidade das informações financeiras de uma empresa, uma vez que os auditores procuram garantir conformidade com as normas contábeis e identificar quaisquer irregularidades ou fraudes.

Vale frisar que a auditoria se concentra principalmente na área financeira, examinando demonstrações financeiras, registros contábeis, controles internos e processos relacionados.

Desse modo, para responder à pergunta quanto às diferenças principais entre ambas, é preciso compreender que a Due Diligence tem um escopo mais amplo, abrangendo diversos aspectos da empresa, enquanto a auditoria, em sua maioria, concentra-se especificamente nas finanças.

Isso porque a Due Diligence é frequentemente realizada em transações comerciais e estratégicas, enquanto a auditoria é uma prática contínua a ser realizada para garantir a integridade financeira e a conformidade da organização.

Outro ponto de divergência é que a Due Diligence é uma atividade temporária, geralmente realizada em momentos específicos, como antes de uma fusão ou aquisição, já a auditoria pode ser contínua e recorrente.

Embora tenham propósitos distintos, ambas as práticas visam a proporcionar uma compreensão mais profunda e transparente de uma organização, cada qual com seu enfoque específico. No entanto, em alguns casos, durante uma Due Diligence, podem ocorrer procedimentos de auditoria financeira para garantir a precisão das informações contábeis, por exemplo.

Precisando de um Advogado Especialista em sua causa?Somos o escritório certo para te atender.

Qual a diferença entre Due Diligence e Background Check?

O Background Check, ou verificação de antecedentes, é um processo totalmente diferente dos anteriormente explicados, ele consiste na coleta e análise de informações sobre o histórico de uma pessoa, empresa ou entidade. Nesse processo são verificados dados como histórico criminal, histórico de emprego, histórico educacional, referências pessoais e profissionais, verificação de crédito, entre outros.

O principal objetivo de um Background Check é avaliar a confiabilidade, integridade e histórico de uma pessoa ou entidade, e ele pode ser realizado por empregadores durante processos de contratação, por instituições financeiras ao conceder crédito, ou por empresas envolvidas em outros tipos de negócios nos quais sejam necessários verificações de diversas naturezas, como reputacional ou mídias negativas, por exemplo.

Os Background Checks são frequentemente utilizados em diversos contextos, tais como:

  • Recrutamento e Contratação: os empregadores podem realizar verificações antes de contratar novos funcionários;
  • Locação de Imóveis: os proprietários de imóveis podem realizar verificações em potenciais inquilinos;
  • Concessão de Crédito: as instituições financeiras usam para avaliar a capacidade de pagamento de um indivíduo;
  • Transações Comerciais: as empresas em geral podem realizar verificações antes de estabelecer parcerias comerciais.

No entanto, há uma importante ressalva a ser feita quanto aos processos de Background Check, qual seja: eles devem ser conduzidos de acordo com as leis de privacidade e regulamentações locais, sobretudo a LGPD e normas trabalhistas, incluindo o posicionamento do Tribunal Superior do Trabalho (TST), sobre o tema, o qual entende este processo válido em apenas alguns casos. No Brasil, é necessário obter o consentimento da pessoa antes de realizar uma verificação de antecedentes criminais para efeitos de contratação, por exemplo.

Desse modo, é importante reconhecer as limitações dos Background Checks, uma vez que eles fornecem uma visão do passado, mas não garantem o futuro. Além disso, a precisão das informações depende da fonte e do processo de coleta.

Por fim, vale ressaltar que em linhas gerais o Background Check é uma prática essencial em vários contextos para tomar decisões informadas e garantir a integridade e confiabilidade das pessoas ou entidades envolvidas.

Clique no botão e fale agora com o advogado especialista

Por que fazer o Background Check?

A realização de um Background Check é uma prática comum e justificada em vários contextos, devido aos diversos benefícios que oferece. Confira agora 10 razões pelas quais as organizações optam por realizar verificações de antecedentes:

  • Tomada de Decisão Informada: o Background Check fornece informações abrangentes que ajudam na tomada de decisões com base em dados em situações como contratação de funcionários, concessão de crédito ou estabelecimento de parcerias comerciais;
  • Minimização de Riscos: examinar o histórico criminal, histórico de emprego e outras informações relevantes, reduz os riscos de más contratações, parcerias comerciais problemáticas ou decisões financeiras arriscadas;
  • Proteção da Segurança: em cenários como recrutamento ou locação de imóveis, a verificação de antecedentes ajuda a garantir a segurança dos contratantes, através da identificação de comportamentos anteriores inadequados;
  • Conformidade Regulatória: em alguns setores, a realização de verificações de antecedentes é uma prática regulatória. Setores como serviços financeiros, cuidados de saúde e segurança pública geralmente tem requisitos específicos nesse sentido;
  • Prevenção de Fraudes: o Background Check ajuda a prevenir fraudes, identificando informações falsas ou enganosas fornecidas por candidatos a emprego, parceiros comerciais, dentre outras partes do negócio;
  • Avaliação de Integridade: empregadores utilizam verificações de antecedentes para avaliar a integridade e a ética dos candidatos, enquanto instituições financeiras avaliam a responsabilidade financeira da pessoa;
  • Proteção da Reputação: as organizações que desejam proteger sua reputação utilizam verificações de antecedentes para garantir que as pessoas ou entidades com as quais estão celebrando negócios atendam aos padrões éticos e legais necessários;
  • Cumprimento de Políticas Internas: muitas organizações têm políticas internas que exigem a realização de verificações de antecedentes como parte do processo de contratação ou parceria comercial;
  • Garantia de Conformidade Legal: os Background Checks, verificam ainda a conformidade com as leis e regulamentações de privacidade e segurança de dados.

Assim, a realização de Background Checks é uma prática preventiva que ajuda a mitigar riscos, garantir a segurança e promover a integridade em várias esferas da vida pessoal e profissional.

Precisando de um Advogado Especialista em sua causa?Somos o escritório certo para te atender.

Conclusão

Agora que você compreendeu mais sobre a diferença entre Due Diligence e auditoria, caso precise de mais alguma orientação jurídica a respeito de Direito Empresarial, o escritório Galvão & Silva conta com uma equipe de advogados experientes nessa área sempre dispostos a solucionar questões complexas e orientar seus clientes quanto as melhores soluções viáveis para o caso. Entre em contato conosco e tire todas as suas dúvidas jurídicas!

5/5 - (1 vote)
Autor
Galvão & Silva Advocacia

Artigo escrito por advogados especialistas do escritório Galvão & Silva Advocacia. Inscrita no CNPJ 22.889.244/0001-00 e Registro OAB/DF 2609/15. Conheça nossos autores.

Revisor
Daniel Ângelo Luiz Silva

Advogado especialista, formado pela pela Faculdade Processus em Brasília inscrito nos OAB DF sob o número 54.608, professor e escritor de diversos temas relacionado ao direito brasileiro.

Deixe um comentário ou Sugestão:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escritório bem avaliado Temos uma reputação global por fornecer serviços jurídicos excepcionais.
Posts relacionados

Responsabilidade Social Empresarial e Ética:...

Por Galvão & Silva Advocacia

25 abr 2024 ∙ 7 min de leitura

Assessoria Jurídica em Contratos Comerciais:...

Por Galvão & Silva Advocacia

18 abr 2024 ∙ 8 min de leitura

Como o Direito Empresarial e Planejamento...

Por Galvão & Silva Advocacia

27 mar 2024 ∙ 8 min de leitura

Posts recomendados

Advogado especialista em dívidas bancárias

Por Galvão & Silva Advocacia

28 dez 2020 ∙ 15 min de leitura

Onde nos encontrar
Goiânia - GO
Av. Portugal, n°1148, Sala C 2501 - Edifício Órion Business & Health Complex, Setor Marista, Goiânia - GO CEP: 74.150-030
São Paulo - SP
Avenida Paulista, 1636 - Sala 1504 - Cerqueira César, São Paulo - SP CEP: 01.310-200
Belo Horizonte - BH
Rua Rio Grande do Norte, 1435, Sala 708 - Savassi, Belo Horizonte - MG CEP: 30130-138
Águas Claras - DF
Rua das Pitangueiras 02 Águas Claras Norte, Lote 11/12, Edifício Easy, Mezanino, Brasília - DF CEP: 71950-770
Fortaleza - CE
Rua Monsenhor Bruno, nº 1153, Sala 1423 - Scopa Platinum Corporate, Aldeota, Fortaleza - CE CEP: 60115-191
Florianópolis - SC
Av. Pref. Osmar Cunha, 416, Sala 1108 - Ed. Koerich Empresarial Rio Branco, Centro, Florianópolis - SC CEP: 88015-200
Natal - RN
Avenida Miguel Alcides de Araújo, 1920, Lote A, Capim Macio, Natal - RN CEP: 59078-270
Salvador - BA
Avenida Tancredo Neves, 2539, Sala 2609 - CEO Salvador Shopping Torre Londres, Caminho das Árvores, Salvador - BA CEP: 41820-021
Teresina - PI
Rua Thomas Edson, 2203 - Horto, Teresina - PI CEP: 64052-770
Curitiba - PR
Rua Bom Jesus, Nº 212, Sala 1904 - Juvevê - Curitiba - PR CEP: 80.035-010
João Pessoa - PB
Avenida Dom Pedro I, no 719, sala 104, Tambiá - João Pessoa - PB CEP: 58020-514

©2024 Galvão & Silva - Todos os Direitos Reservados. CNPJ 22.889.244/0001-00 | OAB/DF 2609/15

Entrar em contato pelo WhatsApp
✓ Válido

Olá, tudo bem? Clique aqui e agende uma consulta com o especialista.
Formulário de whatsapp
Ligar
Aguarde um momento enquanto geramos o seu protocolo de atendimento.