Inventário: saiba tudo e se é obrigatório

Inventário é obrigatório? Como dar entrada? Galvão & Silva explica

16/05/2017

3 min de leitura

Atualizado em

Inventário é obrigatório? Galvão & Silva explica

Esse é um questionamento recorrente, pois, geralmente, associa-se a ideia de inventário à ideia de litígio no Poder Judiciário. Na prática, no entanto, não é bem assim. Nem todo inventário ocorre em um contexto judicial, embora sempre tenha caráter legal e sempre tenha que ocorrer.

É comum que algumas famílias, no caso da infelicidade do falecimento de um parente próximo, estejam em comum acordo em relação aos bens e dívidas daquela pessoa. Quando isso acontece, muitas vezes ela se perguntam sobre se ele é obrigatório.

Com o objetivo de esclarecer as principais dúvidas sobre a obrigatoriedade do inventário, importante tema do Direito de Família, nossos advogados elaboraram o presente artigo. Confira!

O que é o inventário?

Inventário é um procedimento feito quando acontece o falecimento de uma pessoa que deixa herdeiros. Todo o patrimônio do falecido deve ser levantado para que possa ser dividido de acordo com as regras legais.

Nesse momento, será feita uma relação de todos os bens do falecido, como imóveis, automóveis, ações, direitos e dívidas. O valor total será calculado, então, para que se determine quanto cada um dos herdeiros receberá.

Por isso, mesmo que os herdeiros estejam em pleno acordo a respeito da resolução do questão, o inventário é obrigatório por envolver uma série de aspectos externos à vontade dos diretamente envolvidos na herança.

Ligue agora e agende uma reunião.

O inventário é obrigatório?

Sim, é obrigatório. Caso contrário, os bens ficarão bloqueados e sujeitos à incidência de multas. Os bens não poderão ser gastos, vendidos ou gerenciados até que o inventário seja realizado.

O que acontece caso o inventário não seja aberto?

Não havendo a abertura do inventário dentro do prazo correto de 60 dias contados da data de falecimento, há algumas consequências.

Em primeiro lugar, será aplicada uma multa – sempre de caráter estadual, variando de acordo com a unidade federativa na qual ele foi aberto. Além disso, como mencionado anteriormente, os bens da pessoa falecida não poderão ser repartidos antes da realização do inventário.

Se houver pessoa viúva do indivíduo falecido, esta também não poderá contrair um novo matrimônio legalmente enquanto não houver resolução do inventário.

Quais os passos para dar abertura ao procedimento?

Quanto ao procedimento, é necessário considerar que existem dois tipos de inventário: extrajudicial e judicial. O procedimento variará em alguns aspectos a depender da modalidade de inventário adotada.

O judicial é aquele em que necessariamente deve haver o envolvimento do Poder Judiciário. Ele é obrigatório nos casos nos quais ao menos um dos herdeiros é incapaz, ao menos um dos herdeiros é relativamente incapaz, há testamento ou não há concordância plena dos herdeiros acerca do inventário.

O extrajudicial, por sua vez, pode ocorrer nos casos em que nenhuma das situações anteriores ocorre e todos os herdeiros estão de acordo com o procedimento a ser tomado.

Passo a passo para abertura do procedimento:

  1. Identificação da Necessidade de Inventário: Após o falecimento, verificar a existência de bens a serem partilhados.
  2. Escolha do Tipo de Inventário: Decidir entre inventário judicial ou extrajudicial com base na existência de testamento ou desacordos entre herdeiros.
  3. Contratação de um Advogado: Buscar um profissional especializado para orientação legal.
  4. Levantamento de Documentos: Reunir documentos pessoais do falecido e dos bens envolvidos.
  5. Avaliação dos Bens: Realizar a avaliação dos bens para definição da base de cálculo do ITCMD.
  6. Pagamento do ITCMD: Efetuar o pagamento do imposto devido pela transmissão dos bens.
  7. Partilha dos Bens: Elaboração da partilha de acordo com a vontade do falecido ou, na sua ausência, conforme a lei.
  8. Homologação Judicial: No caso de inventário judicial, obter a homologação da partilha pelo juiz.

Há obrigatoriedade da presença de um advogado?

Independentemente da modalidade de inventário adotada, é necessário constituir advogado. Contudo, no caso do inventário extrajudicial, um mesmo profissional pode representar todas as partes envolvidas.

Contar com um profissional especializado no assunto pode fazer toda a diferença nesse momento, contribuindo para que tudo saia conforme o esperado.

Ficou alguma dúvida? Precisa do serviço de um advogado? Entre em contato com nosso escritório de advocacia!

5/5 - (4 votes)
Autor
Galvão & Silva Advocacia

Artigo escrito por advogados especialistas do escritório Galvão & Silva Advocacia. Inscrita no CNPJ 22.889.244/0001-00 e Registro OAB/DF 2609/15. Conheça nossos autores.

Revisor
Daniel Ângelo Luiz Silva

Advogado especialista, formado pela pela Faculdade Processus em Brasília inscrito nos OAB DF sob o número 54.608, professor e escritor de diversos temas relacionado ao direito brasileiro.

6 comentários para "Inventário é obrigatório? Como dar entrada? Galvão & Silva explica"
  1. Ylton Rocha disse:

    A prefeitura pode exigir que se faça o inventário, e se o proprietário estiver passando por dificuldade não tiver dinheiro.
    Já tinha atualizado a planta do imóvel, anos atrás, a prefeitura, segundo uma atendente, disse que a planta venceu e que preciso fazer outra planta, urgente?

    1. Galvão & Silva disse:

      Olá, Ylton. Tudo bem? Por favor, entre em contato com o nosso advogado especialista através do link para podermos ajudá-lo: https://www.galvaoesilva.com/contato/

  2. Wilson Neves disse:

    Bom dia Sr(s). Dr(es).
    Eu sou engº civil e tenho um amigo que, o seu pai está vivo e possui 04 (QUATRO) fazendas. Porém, separou-se da mãe desse meu amigo e o pai constituiu outra família (esposa e filhos).

    O meu amigo e as suas duas irmãs constituíram um advogado que abriu um processo contra o pai, cuja classe judicial é INVENTÁRIO.

    No entanto, questiono V.Sa. o sistema de Holding Familiar é a melhor opção?

    Certo que serei atendido, antecipadamente, agradeço a atenção dispensada.

    À disposição,
    Wilson Neves da Costa Junior

    1. Galvão & Silva disse:

      Bom dia, Sr. Wilson Neves da Costa Junior,

      Agradecemos seu contato. Para discutir a viabilidade de uma Holding Familiar no seu caso, recomendamos uma consulta com um de nossos advogados especializados. Por favor, agende seu atendimento através do link: https://www.galvaoesilva.com/contato/

  3. Paulo Abade disse:

    Existe lei que obrigue a avaliaçao de bens de um inventário extrajudicial , onde todos os herdeiros estão de acordo com um valor ? Qual ?

    1. Galvão & Silva disse:

      Para questões específicas sobre avaliação de bens em inventário extrajudicial, recomendamos que entre em contato diretamente com um de nossos advogados especialistas. Por favor, acesse https://www.galvaoesilva.com/contato/ para mais informações.

Deixe um comentário ou Sugestão:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escritório bem avaliado Temos uma reputação global por fornecer serviços jurídicos excepcionais.
Posts relacionados

Indisponibilidade de Bens: Estratégias...

Por Galvão & Silva Advocacia

02 maio 2024 ∙ 16 min de leitura

Advogado para Planejamento Sucessório:...

Por Galvão & Silva Advocacia

11 mar 2024 ∙ 19 min de leitura

Tipos de Sucessão: Quais são? Como...

Por Galvão & Silva Advocacia

28 nov 2023 ∙ 8 min de leitura

Posts recomendados

Advogado especialista em dívidas bancárias

Por Galvão & Silva Advocacia

28 dez 2020 ∙ 15 min de leitura

Onde nos encontrar
Goiânia - GO
Av. Portugal, n°1148, Sala C 2501 - Edifício Órion Business & Health Complex, Setor Marista, Goiânia - GO CEP: 74.150-030
São Paulo - SP
Avenida Paulista, 1636 - Sala 1504 - Cerqueira César, São Paulo - SP CEP: 01.310-200
Belo Horizonte - BH
Rua Rio Grande do Norte, 1435, Sala 708 - Savassi, Belo Horizonte - MG CEP: 30130-138
Águas Claras - DF
Rua das Pitangueiras 02 Águas Claras Norte, Lote 11/12, Edifício Easy, Mezanino, Brasília - DF CEP: 71950-770
Fortaleza - CE
Rua Monsenhor Bruno, nº 1153, Sala 1423 - Scopa Platinum Corporate, Aldeota, Fortaleza - CE CEP: 60115-191
Florianópolis - SC
Av. Pref. Osmar Cunha, 416, Sala 1108 - Ed. Koerich Empresarial Rio Branco, Centro, Florianópolis - SC CEP: 88015-200
Natal - RN
Avenida Miguel Alcides de Araújo, 1920, Lote A, Capim Macio, Natal - RN CEP: 59078-270
Salvador - BA
Avenida Tancredo Neves, 2539, Sala 2609 - CEO Salvador Shopping Torre Londres, Caminho das Árvores, Salvador - BA CEP: 41820-021
Teresina - PI
Rua Thomas Edson, 2203 - Horto, Teresina - PI CEP: 64052-770
Curitiba - PR
Rua Bom Jesus, Nº 212, Sala 1904 - Juvevê - Curitiba - PR CEP: 80.035-010
João Pessoa - PB
Avenida Dom Pedro I, no 719, sala 104, Tambiá - João Pessoa - PB CEP: 58020-514

©2024 Galvão & Silva - Todos os Direitos Reservados. CNPJ 22.889.244/0001-00 | OAB/DF 2609/15

Entrar em contato pelo WhatsApp
✓ Válido

Olá, tudo bem? Clique aqui e agende uma consulta com o especialista.
Formulário de whatsapp
Ligar
Aguarde um momento enquanto geramos o seu protocolo de atendimento.