Como fazer o registro de marca no INPI? Procure um advogado

Como fazer o registro de marca no INPI? Por que procurar um advogado?

Por Galvão & Silva Advocacia

0 Comentários

8 min de leitura

registro-de-marca-no-inpi

Toda empresa, antes de se concretizar como um grande negócio, precisou percorrer uma vasto caminho. Assim como na vida, para empreender de forma inteligente e evitar complicações é necessário passar por diversas fases e, dentre elas, está o registro de marca INPI. Você já ouviu falar nele?

O registro de marca INPI é o que garante o direito exclusivo de determinado nome, frase, símbolo, desenho ou, até mesmo, uma combinação de tudo isso para quem está iniciando um negócio, lançando um produto, abrindo uma loja ou ofertando um serviço, por exemplo. 

Assim, toda pessoa que deseja ser proprietária legal de uma marca e evitar problemas futuros precisa realizar este registro. Neste conteúdo, vamos explicar de maneira detalhada como fazer o registro de marca no INPI e porque contar com o advogado é essencial. Acompanhe!

O que é INPI?

O INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial), é o órgão público, vinculado ao Ministério da Economia, responsável por realizar a avaliação das solicitações de pedidos de registro de marcas, bem como deferir e conceder este registro de forma efetiva. 

Além das marcas, o órgão também é encarregado pelos direitos relativos a tudo o que for iminente à propriedade intelectual, ou seja, patentes, direitos autorais, entre outros. Portanto, quem deseja registrar uma marca, deve requerer ao INPI por meio da plataforma online disponibilizada pelo órgão. No entanto, veremos esse procedimento com mais clareza ao decorrer do artigo. 

Qual é a importância de registrar uma marca no INPI?

Realizar o registro de uma marca no INPI é de extrema importância para evitar a chamada “concorrência desleal”. Isto é, que outra empresa do mesmo segmento usem um nome ou identidade visual idêntico ao do seu negócio. O mesmo pode acontecer com o inverso. Ou seja, ao não realizar o seu registro INPI a empresa pode, sem saber, utilizar a marca de outra organização.

Segundo o site Pequenas Empresas e Grandes Negócios, no primeiro semestre do ano de 2021 o número de solicitações de registro de marca INPI cresceu 75% comparado ao mesmo período do ano anterior. 

Ainda de acordo com esse levantamento, ocorreram mais de 82 mil pedidos realizados entre os pequenos negócios. Isto significa que, cada vez mais, os empreendedores estão entendendo a importância de se posicionar de forma correta no mercado. 

Entretanto, não basta solicitar o pedido e aguardar deferimento. Se uma empresa se aproveitar de uma marca bem consolidada e tentar realizar um registro semelhante, além de agir de forma ilegal, o INPI irá indeferir o pedido. 

Agende sua consultoria com o advogado especialista em Direito Empresarial.
(61) 3773-4196

O indeferimento não diz respeito apenas a nomes parecidos. Mas também de símbolos, logos com fontes idênticas e até mesmo cores que façam referências a marcas conhecidas. Ou seja, o INPI também costuma negar esses casos.

Além disso, outro ponto importante é no que tange à questão fonética. Ainda que a marca disponha de um nome totalmente diferente do outro, mas com a pronúncia semelhante, também deve ser evitada. 

Por estas razões, é fundamental realizar buscas bem completas antes de cogitar um nome, símbolo ou logo para o seu negócio, pois caso seja parecido com algum já existente o pedido será certamente rejeitado.

Como encontrar uma marca já registrada no INPI?

Para encontrar uma marca já registrada no INPI e não ter dúvidas quanto ao nome que pretende consolidar, o primeiro passo é que a empresa compreenda em qual das 45 classes de marca do INPI o nome que ela deseja pode ser registrado.

Após este passo, é possível consultar as listas de classes e buscar pelas empresas que comercializam produtos similares ao dela, ou seja, os seus concorrentes que já possuem registro de marca INPI

Este tipo de busca deve ser feita por meio da área de pesquisa de marca, no órgão da instituição. É fundamental marcar a opção “radical” e no campo “marca”, inserir o nome que deseja registrar. Feito isso, basta clicar em “pesquisar”. 

Com todos os passos seguidos, será possível visualizar todas as empresas que possuem pedidos em processamento, deferidos, indeferidos e até mesmo os arquivados. 

Caso o nome já esteja nesta lista, o melhor a fazer é ir em busca de outro para evitar, além do indeferimento, adversidades com o dono da marca.

Ligue agora e agende uma reunião.
(61) 3773.4196

Como fazer o registro de marca INPI?

Após certificar-se que o nome não está em uso por nenhuma outra empresa, isto é, que já não possui o registro de marca INPI, é necessário seguir um procedimento padrão para o registro da marca

Este processo consiste em determinadas etapas que veremos agora para que a solicitação de pedido de registro de marca seja realizada de forma mais simples e fácil. Confira!

1. Inicie a solicitação do pedido de registro de marca INPI

Para iniciar a solicitação do pedido de registro de marca INPI, é necessário apresentar os documentos exigidos pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial – INPI. 

Além dos documentos que comprovem a pessoa física ou jurídica, também é essencial a apresentação dos comprovativos da atividade do solicitante. Para isso é necessário:

  • Realizar o cadastro no site do INPI;
  • Emitir a Guia de Recolhimento da União (GRU);
  • Acessar o E-Marcas e preencher o formulário online. 

É fundamental estar atento ao andamento do processo, pois no decorrer do procedimento podem ser exigidos outros tipos de documentos. Para acompanhar, o solicitante precisa consultar a Revista da Propriedade Industrial (RPI), publicada às terças-feiras. 

2. Esteja atento aos prazos e validade da marca

Depois de deferida, a marca é válida por um período de 10 anos, podendo ser renovado progressivamente. 

Após o deferimento, uma taxa deverá ser acertada relativa aos dez primeiros anos da marca, bem como a emissão do certificado.

É importante ficar atento ao prazo legal, que consiste em até 60 dias contados a partir da publicação da solicitação do registro da marca na Revista da Propriedade Industrial (RPI), tratando-se do período em que a empresa pode receber uma oposição de marca. 

Ligue agora e agende uma reunião.
(61) 3773.4196

3. Classifique corretamente as classes de marca

Da mesma forma que é fundamental realizar uma pesquisa prévia, é extremamente importante solicitar a categoria que melhor se enquadra nos produtos e serviços que a empresa oferece. 

Ao solicitar o registro, deve-se usar o sistema de classificação com a finalidade de especificar os bens e/ou serviços da organização.

Caso seja registrada uma marca na classe errada, a inscrição será cancelada e a taxa de solicitação perdida. 

4. Entenda os custos do registro de marca INPI

Ao protocolar o pedido, empreendedores como MEI (Microempreendedor individual), ME (Microempresa) ou EPP (Empresa de pequeno porte) e pessoas físicas deverão arcar com uma taxa no valor de R$142,00. 

Entretanto, as pessoas jurídicas que não se enquadram nas modalidades de micro e pequena empresa precisam pagar o valor de R$355,00.

Uma vez protocolado, o número do processo será publicado, iniciando, assim, a análise de toda a documentação. 

Em caso de pedido aprovado, será preciso pagar uma taxa de R$298,00 para pessoas físicas e pequenas empresas e, para as demais, a taxa será de R$745,00.

No entanto, caso a empresa contrate um advogado para a prestação deste tipo de serviço, será necessário somar os honorários juntamente aos custos das taxas. 

Fale com um advogado especialista.
Fale conosco

Por que contar com um advogado para o registro de marca INPI?

Ao dar entrada no pedido de registro de marca INPI sem o auxílio de um advogado, a empresa pode cometer uma série de erros, como o esquecimento do pagamento das taxas, perda do prazo a ser cumprido, não defesa de oposição de terceiros, além de realizar pesquisas prévias incompletas ou não acompanhar o processo da RPI. 

Qualquer um dos problemas citados podem acarretar atrasos no processo de registro e causar o indeferimento do pedido. Por estas razões, contar com um advogado para o registro de marca INPI é a melhor alternativa para facilitar o processo e aumentar as chances de deferimento. 

No que diz respeito aos custos, o advogado irá analisar o caso de forma criteriosa, pois irá depender do porte da empresa, bem como das taxas cobradas pelo próprio INPI no decorrer do processo de registro. 

Posto isto, para saber o valor do auxílio de um advogado de forma exata é fundamental entrar em contato com um especialista, ainda que sem compromisso, para que ele possa avaliar o caso. 

Busque por um profissional qualificado na hora de realizar o registro de marca INPI

O registro de marca INPI vai além da proteção contra o uso indevido de terceiros. Ele ajuda a empresa a gerar mais valor e credibilidade no mercado, além de proteger os consumidores e o titular da marca contra eventuais contratempos. 

Entretanto, o pedido perante ao INPI, exige conhecimento prévio de leis e normas administrativas, além da responsabilidade de observação de prazos ao longo do processo.

Para ampliar as chances de deferimentos, é altamente recomendável buscar por um profissional qualificado, evitando que a empresa perca tempo e dinheiro com problemas que podem ser evitados. 

Aqui, na Galvão & Silva Advocacia, você encontra os advogados empresariais que podem te auxiliar diretamente em diversas questões relacionadas a sua empresa. Entre em contato agora mesmo e esclareça suas principais dúvidas!

Leia também:

Por que é importante contar com um advogado para captar investimentos para sua startup?

Acordo de sócios: Entenda como funciona e os principais pontos

5/5 - (1 vote)

Publicado em 17 nov 2022

Deixe um comentário ou Sugestão:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Conflitos societários: Saiba como resolver!

Por Galvão & Silva Advocacia

25 nov 2022 ∙ 10 min de leitura

Recuperação de empresas: como um advogado...

Por Galvão & Silva Advocacia

21 nov 2022 ∙ 8 min de leitura

Por que é importante contar com um advogado...

Por Galvão & Silva Advocacia

10 nov 2022 ∙ 8 min de leitura

Posts recomendados

Divórcio Extrajudicial de forma Simples e...

Por Galvão & Silva Advocacia

28 fev 2020 ∙ 5 min de leitura

Entenda o que é Inventário, e para que...

Por Galvão & Silva Advocacia

23 maio 2019 ∙ 3 min de leitura

Entenda como funciona um Inventário de forma...

Por Galvão & Silva Advocacia

28 jan 2019 ∙ 14 min de leitura

Onde nos encontrar

Sede principal - Venâncio Shopping

SCS Quadra 08, Venâncio Shopping, Bloco B-60, 2º Andar, Salas 203 e 204 – Brasília-DF CEP: 70.333-900

Onde nos encontrar

Águas Claras

Rua das Pitangueiras 02 Águas Claras Norte - Brasília DF, Lote 11/12, Edifício Easy, Mezanino.
©2022 Galvão & Silva - Todos os Direitos Reservados.
Entrar em contato pelo WhatsApp
✓ Válido

Olá, tudo bem?
Clique aqui e converse
com um especialista.
Formulário de whatsapp
Ligar
Auarde um momento enquanto geramos o seu protocolo de atendimento.