Como Proteger Sua Empresa Contra Fraudes em Pagamentos Digitais

Como Proteger Sua Empresa Contra Fraudes em Pagamentos Digitais

Por Galvão & Silva Advocacia

0 Comentários

12 min de leitura

Fraudes

Será que sua empresa está realmente protegida?

As empresas que possuem operações digitais são algumas das vítimas mais recorrentes de ações fraudulentas, cometidas por cibercriminosos que se aproveitam dos dados fornecidos na web para se beneficiar por compras ou transações ilegítimas.
Na maioria das vezes os alvos são as operações realizadas via cartão de crédito, onde é possível, com as ações mal-intencionadas de hackers, acessar identidades e dados de cartões, o que gera compras fraudulentas, posteriores chargebacks para as lojas e a perda da confiança do consumidor.

Com a chegada de novos meios de pagamento, como o Pix, os fraudadores encontram ainda mais brechas, já que as tecnologias são recentes e muitas melhorias ainda serão implementadas.
Mas não se assuste! O objetivo deste artigo é desenvolver um conteúdo completo sobre fraudes e as maneiras de prevenir a ocorrência na empresa. Você vai conhecer os principais tipos de fraudes e por que é tão importante saber identificá-las!

Overview do cenário de fraudes no e-commerce brasileiro

Com o avanço tecnológico e a mudança no comportamento do consumidor, assim como cresceu o volume de vendas pela internet, aumentou também o número de tentativas de invasão a contas e pagamentos.

Muitas pessoas passam horas a fio estudando um meio de cometer uma ação fraudulenta e, apesar do investimento em proteção e segurança, muitos conseguem cometer o crime e lesar consumidores e empresas.

No primeiro semestre de 2022, o Brasil registrou mais de 2,8 milhões de tentativas de fraude no e-commerce – um crescimento de 9% em comparação ao mesmo período do ano de 2021, segundo o Mapa da Fraude da ClearSale.

De acordo com o banco de dados da empresa, o valor em reais chega a somar mais de R$ 2,9 bilhões

Com esses dados, é possível notar que a quantidade de tentativas de fraude segue em um ritmo mais acelerado que a quantidade de pedidos.

Um número alarmante, que vem crescendo e estimulando a adoção de medidas agressivas para combater esse tipo de risco.
Um novo estudo da Juniper Research projeta que as perdas totais com fraudes de pagamentos online
ultrapassarão US$ 343 bilhões globalmente até 2027, impulsionadas em grande parte pela inovação dos
fraudadores em áreas como fraude de aquisição de contas e roubo de identidade.

Os prejuízos são grandes e há ainda outro ponto de atenção: a maioria dos consumidores relata
abandono das marcas depois de sofrer fraude por meio do seu site ou aplicativo, diminuindo, dessa
forma, o valor da vida útil do cliente e elevando os custos de aquisição.
Por tudo isso, as empresas devem investir em ferramentas específicas que ajudem a detectar os tipos de fraudes para evitar que aconteçam.

Fale com um advogado especialista.
Fale conosco

Sem limites: conheça os tipos mais comuns de fraudes virtuais

Algumas das fraudes mais comuns são aquelas que se aproveitam da fragilidade ou vulnerabilidade de um sistema, ou de um usuário. Normalmente, os fraudadores observam o modo de operação e agem em cima das brechas.

Os tipos mais comuns de fraude!

Fraude efetiva

Durante o checkout ou pagamento via cartão de crédito, os invasores tentam o acesso às informações e dados de usuários, para utilizar em outro tipo de transação e assim cometer o crime. Pode ser inclusive que se trate de um fraudador com posse das informações alheias.
A fraude efetiva pode levar a um problema de crédito grave ao titular, já que o fraudador pode abrir diversas contas e linhas de crédito usando o nome da vítima.
A efetivação da fraude acontece quando a compra é realizada, com alteração do endereço, inclusive. Nesse tipo de ação, o usuário do cartão pode perceber a fraude somente quando verificar que há um valor indevido na fatura, o que gera o chargeback da compra e prejuízos à loja, uma vez que não receberá nem o dinheiro e nem o produto de volta ao estoque.

Password cracking (roubo de senhas)

Muitos hackers se dedicam exaustivamente a descobrir as senhas para entrar em
sistemas e alterar endereços de entregas das mercadorias adquiridas.
Com as senhas e o Código de Verificação (CVV) em mãos, os prejuízos podem ser incalculáveis dependendo do limite disponível no cartão. O fraudador se passará pelo consumidor e não levantará suspeitas.

Auto-fraude 

Um tipo de fraude que não deveria acontecer, mas que é comum no ambiente online. A má-fé empregada pelo usuário, faz com que ele realize a compra, receba o produto, mas abra uma contestação alegando não ter realizado a compra (prazo de 180 dias permitido para questionamento da fatura), pedindo estorno do valor cobrado

Ligue agora e agende uma reunião.
(61) 3773.4196

Phishing 

O phishing ou tentativa de obtenção de informações pessoais é uma ação que engana o usuário. De forma geral, o fraudador se passa por uma instituição verídica, como um banco ou loja, e através de e-mails ou mensagens que parecem legítimos, envia links contendo vírus para roubar dados, ou ainda, solicitar senhas ou outros tipos de informações confidenciais do usuário.

Sem perceber a cilada, a pessoa acaba clicando ou passando esses dados, que são usados pelo fraudador para realizar compras ou abrir contas se passando pelo titular

Fraude limpa

Uma fraude limpa e sem vestígios de uma ação criminosa, onde as compras são realizadas normalmente e nenhuma das partes será capaz de identificar, até que o cliente perceba a cobrança sem receber o produto e a empresa seja penalizada com o não recebimento ou devolução da mercadoria

Um basta nas fraudes: 7 dicas para evitá-las!

Embora muitas fraudes sejam difíceis de serem identificadas, algumas medidas preventivas
inibem a ação e o uso efetivo de dados alheios. É essencial precaver-se para evitar maiores transtornos, principalmente relacionados à satisfação e confiança do cliente.
Não basta apenas pensar em prevenir as fraudes. É preciso, sobretudo, criar estratégias e métodos para
impedir sistematicamente que ocorram na empresa, não importando se o risco é interno ou se afetará a
credibilidade com o cliente.

Veja as melhores práticas que contribuem para evitar a ocorrência das fraudes!

01 – Estabeleça políticas internas de segurança

A segurança dos dados e das informações sobre clientes, vendas e negócio em si deve ser reservada ao máximo para garantir a efetividade do trabalho e idoneidade da empresa. Crie e estabeleça boas políticas de proteção, a fim de garantir a minimização dos riscos e ocorrênciasde fraudes.
Boas políticas são educativas e indicam o que, como, quando e quem deve executar determinadas atividades.
Já as políticas de controle processual são tão importantes quanto as de segurança. Se a empresa
possui regras claras quanto ao pagamento, ao recebimento e à cobrança, certamente os colaboradores
saberão atuar de uma forma mais dinâmica no dia a dia.
Esses são princípios que ajudam a empresa a identificar os profissionais em seus lugares e um entendimento global por parte de todos os envolvidos sobre a atribuição de responsabilidades e o curso das atividades.

Fale com um advogado especialista.
Fale conosco

02 – Organize treinamentos internos

A relação entre empregador e empregado deve ser de total confiança, o que não quer dizer que não seja recomendável à empresa precaver-se quanto à conduta inadequada de um ou mais funcionários em relação às possibilidades de fraude.
Dessa forma, tenha um time especializado em prevenção à fraudes e realize treinamentos internos
periodicamente para que todos tenham noções de Compliance e boas práticas baseadas na ética

No ambiente corporativo, a palavra “compliance” está relacionada à conformidade ou à integridade corporativa.

03 – Realize auditorias

Realizar auditorias possibilita a verificação dos processos, se estão em conformidade com a gestão financeira. A conferência de documentos e procedimentos previne falhas e ajuda a alinhar os processos, demonstrando uma clara preocupação da empresa com a transparência e segurança sistêmica.

04 – Faça conciliação financeira

As atividades que envolvem dinheiro com transações financeiras devem ser conferidas
diariamente pelo setor financeiro responsável. O acompanhamento do fluxo de caixa e a realização de uma conciliação bancária adequada são operações que podem ser eficientes no monitoramento do trabalho do time, bem como eventuais desvios ou perdas financeiras.

05 – Descubra pontos fracos e vulnerabilidades do negócio

É fundamental saber onde a empresa apresenta fraquezas em relação à segurança dos dados. Feito isso, os gestores terão embasamento para corrigir a tempo as falhas de processos e criar barreiras de proteção contra os cibercriminosos.

06 – Tecnologia: check!

Automatizar e digitalizar determinadas áreas, como a financeira, pode tornar as operações da empresa mais confiáveis e organizadas.
As informações devem estar centralizadas em um mesmo ambiente, com uma boa comunicação entre
os departamentos — uma alternativa eficiente para evitar que os dados sejam desviados ou perdidos em meio aos processos.

Além disso, existe um papel fundamental das novas tecnologias no processo de análise de risco e prevenção:

O Big Data é uma das principais possibilidades de prevenção contra fraudes e riscos relacionados ao Compliance. É uma ferramenta estratégica usada na coleta, organização, análise e interpretação de um grande volume de dados úteis para a geração de insights valiosos que ajudam os gestores das empresas.
Já a Inteligência Artificial (IA) é uma grande aliada para prevenir golpes no uso de canais digitais para fazer compras e efetuar pagamentos. O uso da IA fornece uma grande assertividade nas decisões e torna ágil a criação de respostas confiáveis com a análise de bilhões de informações em curto espaço de tempo

Um sistema antifraude é primordial para identificar as tentativas de acesso indevido ou detectar possíveis ações fraudulentas. Com ele, a empresa utilizará recursos inteligentes de verificação, frustrando todos os planos maliciosos de invasão.
É possível, também, fazer uma análise do comportamento de compras de consumidores e clientes. Algumas atitudes, como testes de cartões, compras simultâneas, mudanças frequentes de endereço de entrega, são indícios de que a empresa pode estar sofrendo tentativas de fraude.

Ligue agora e agende uma reunião.
(61) 3773.4196

07 – Conte com uma tecnologia de pagamentos confiável

A tecnologia é a maior aliada quando o assunto é segurança de pagamentos, pois dela nascem
diversos recursos e mecanismos de defesa contra fraudes e crimes de internet.
Utilizar uma plataforma de gestão e automação intermediadora de pagamentos online e todos os serviços de antifraude agregados é a melhor decisão que a empresa pode tomar para proteger o negócio e estimular um crescimento saudável.
Pela plataforma, é possível criar atividades automáticas, com exclusão total ou parcial de práticas manuais, tão suscetíveis aos erros e possibilidades de fraudes.
Com um sistema bem monitorado e integrado por API, a eficiência da empresa tem um potencial muito maior de se estabelecer no mercado.

Preciso reforçar a proteção da minha empresa?

São muitos os motivos para adotar medidas de prevenção às fraudes.
Os principais estão vinculados ao crescimento da empresa e à credibilidade junto aos clientes. Uma empresa que oferece um processo de venda seguro e transparente conquistará a confiança do público, o que impacta positivamente as vendas e a reputação da marca.

Veja a seguir quais são as principais vantagens de manter sua empresa atualizada em questão de antifraude!

Evitar prejuízos

Quando uma fraude ocorre, é comum que a empresa absorva todo o prejuízo financeiro, mesmo quando não há controle sobre a ação de terceiros. Todas as atividades fraudulentas a seguir geram ônus para o negócio:

  • Cliente mal-intencionado que alega não ter realizado a compra;
  • Compra realizada com dados furtados;
  • Desvio de dinheiro;
  • Furtos em geral;
  • Compra mascarada.

Logo, ao contar com um sistema antifraude, a empresa se resguarda de tais problemas e evita prejuízos que podem comprometer a saúde do caixa.

Fale com um advogado especialista.
Fale conosco

Aumentar a segurança

Para aumentar a segurança, a empresa deve implantar um sistema antifraude para detecção das inúmeras tentativas diárias.

O sistema dispõe de mecanismos de verificação que possibilitam barrar a entrada de hackers nas plataformas de pagamentos.

Manter os lucros

Uma empresa que investe na prevenção tende a atrair mais consumidores que confiam em sua marca. As vendas online são as que mais sofrem quando um cliente se sente desconfortável em realizar as compras pelo site.

Para manter o lucro, é fundamental aumentar as vendas – logo, prevenir qualquer tentativa de invasão e rapto de informações vai ajudar a empresa a permanecer competitiva e rentável.

Contribuir com o crescimento do negócio

Fortalecendo a ideia de aumento das vendas e manutenção do lucro, prevenir fraudes é uma estratégia que vale ouro. Um negócio somente mostra potencial de crescimento quando sustentado por bases sólidas de segurança e transparência para seus clientes.

Ligue agora e agende uma reunião.
(61) 3773.4196

Colocando a mão na massa!

Ao longo deste artigo, fortalecemos a importância de adotar medidas de segurança para evitar fraudes na sua empresa. Esse é um cuidado imprescindível para a sobrevivência de qualquer negócio, sobretudo no meio digital. Por isso, é importante ficar atento e saber o que levar em consideração ao escolher o melhor sistema antifraude.

Entenda as necessidades do seu negócio

De nada adianta contar com o sistema antifraude mais moderno do mercado se ele não atende às necessidades específicas do seu negócio. Portanto, a dica é entender, a fundo, a operação, os objetivos e os pontos críticos da empresa. Com essas informações em mente, será mais fácil escolher a versão ideal.

Tecnologia

Já não basta ter agilidade. Em um contexto hiperconectado e com inovações a todo instante, é preciso ir além para se proteger. Por esse motivo, o sistema escolhido deve oferecer soluções inovadoras e robustas, com tecnologias que apresentam probabilidades e previsões de golpes e fraudes. Sendo assim, busque por opções que contem com Inteligência Artificial e Machine Learning, pois estas garantem ainda mais eficiência nas análises.

Reputação

Na hora de garantir a segurança efetiva do seu negócio, é preciso escolher a dedo os fornecedores e parceiros. Afinal, estamos falando de uma etapa fundamental para a sobrevivência do negócio no ambiente digital. Logo, a solução escolhida deve ser fornecida por empresas com expertise no ramo e uma boa reputação. Além disso, a empresa também deve fornecer um suporte humano e disponível para responder quaisquer dúvidas ou problemas.

Por: Daniela Leite

5/5 - (3 votes)

Publicado em 01 set 2022

Deixe um comentário ou Sugestão:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts relacionados

Em Caso de Sequestro Relâmpago o Banco...

Por Galvão & Silva Advocacia

16 set 2022 ∙ 8 min de leitura

Escritório de Advocacia Especializado em...

Por Galvão & Silva Advocacia

15 set 2022 ∙ 11 min de leitura

O Que é um Advogado Especializado?

Por Galvão & Silva Advocacia

08 set 2022 ∙ 8 min de leitura

Posts recomendados

Divórcio Extrajudicial de forma Simples e...

Por Galvão & Silva Advocacia

28 fev 2020 ∙ 5 min de leitura

Entenda o que é Inventário, e para que...

Por Galvão & Silva Advocacia

23 maio 2019 ∙ 3 min de leitura

Entenda como funciona um Inventário de forma...

Por Galvão & Silva Advocacia

28 jan 2019 ∙ 14 min de leitura

Onde nos encontrar

Sede principal - Venâncio Shopping

SCS Quadra 08, Venâncio Shopping, Bloco B-60, 2º Andar, Salas 203 e 204 – Brasília-DF CEP: 70.333-900

Onde nos encontrar

Águas Claras

Rua das Pitangueiras 02 Águas Claras Norte - Brasília DF, Lote 11/12, Edifício Easy, Mezanino.
©2022 Galvão & Silva - Todos os Direitos Reservados.
Entrar em contato pelo WhatsApp
✓ Válido