Divórcio e Herança: Como Fica a Partilha de Bens Herdados? Divórcio e Herança: Como Fica a Partilha de Bens Herdados?

Divórcio e Herança: Como Fica a Partilha de Bens Herdados?

Por Galvão & Silva Advocacia

0 Comentários

6 min de leitura

partilha-de-bens-herdados

Divórcio e Herança

    O divórcio e a herança são duas áreas significativas do direito de família. Enquanto o divórcio envolve a dissolução legal de um casamento e a subsequente partilha de bens herdados e responsabilidades, a herança trata da transferência de bens de uma pessoa falecida para seus herdeiros legais ou designados. Porém, estas são duas áreas que frequentemente se interseccionam, levantando questões complexas e emocionalmente carregadas. 

    O desenvolvimento do tema de divórcio e herança se aprofunda na análise das nuances e implicações legais que surgem quando estes dois aspectos do direito de família se cruzam.

    A herança é geralmente vista como um bem pessoal, recebido diretamente de um membro da família ou de um ente querido. No entanto, o que determina se uma herança será dividida em um divórcio depende muito do tratamento legal dessa herança durante o casamento. Se a herança foi mantida separada dos bens comuns do casal, é mais provável que seja considerada propriedade individual. Contudo, se a herança foi misturada com os bens comuns, pode haver argumentos para que seja considerada parte do patrimônio comum.

Ligue e agende a sua consultoria com o Advogado Especialista.

Processo de Divórcio 

    O processo de divórcio inicia quando um cônjuge decide terminar o casamento, podendo ser um processo conjunto ou iniciado por apenas um deles. Geralmente, começa com a entrega de documentos ao tribunal, explicando o motivo do divórcio. Depois, ambos discutem como dividirão bens, dívidas, e acertam questões sobre filhos, se houver.  

    Às vezes, conseguem resolver essas questões amigavelmente, outras vezes precisam de ajuda externa para chegar a um acordo. Se não houver consenso, o tribunal decide. Após resolver todas as questões, o tribunal finaliza o divórcio com um documento oficial, encerrando legalmente o casamento.

 Divórcio, Herança e a Partilha de Bens Herdados no Direito de Família

    Quando um casal passa pelo processo de divórcio, uma das questões mais delicadas a resolver é a partilha dos bens acumulados durante o casamento. Isso se torna ainda mais complicado quando um ou ambos os cônjuges recebem uma herança. O cerne da questão é determinar se a herança recebida por um dos cônjuges deve ser considerada um bem comum do casal, e, portanto, sujeita à divisão, ou se deve permanecer como propriedade individual do cônjuge que a recebeu.

   A principal questão jurídica é se a herança recebida por um dos cônjuges deve ser tratada como propriedade comum ou propriedade separada. Em muitas jurisdições, a herança recebida por um cônjuge é, por padrão, considerada propriedade separada. No entanto, essa classificação pode mudar dependendo de como a herança foi usada durante o casamento.

Precisando de um Advogado Especialista em sua causa?Somos o escritório certo para te atender.

Transmutação de bens

Algumas leis permitem que a herança se transforme em propriedade comunitária se for “misturada” ou utilizada de forma que beneficie ambos os cônjuges. Por exemplo, se o dinheiro de uma herança é usado para comprar uma casa onde ambos vivem, esse valor pode ser considerado parte do patrimônio comum do casal.

Regimes de Casamento e Contratos Pré-nupciais

    Outro aspecto relevante é o regime de bens adotado pelo casal, que pode influenciar diretamente a partilha de bens herdados. Em regimes de comunhão parcial ou universal de bens, por exemplo, a herança pode ser abordada de maneira diferente em comparação com um regime de separação total de bens. 

    Além disso, acordos pré-nupciais ou pós-nupciais podem ter cláusulas específicas que determinam a forma como os bens herdados serão tratados. Eles podem conter disposições específicas que protegem a herança de entrar na partilha de bens herdados, fornecendo assim uma maior segurança e previsibilidade para ambos os cônjuges.

Jurisdição da partilha de bens herdados

    Na prática, a maneira como a herança é tratada em um divórcio varia bastante entre diferentes jurisdições, já que as leis variam significativamente de um lugar para outro. Em alguns lugares, a legislação pode ser mais inclinada a manter a herança como propriedade separada, ou seja, mesmo que a herança seja inicialmente considerada propriedade separada, um juiz pode decidir dividir a herança se isso for considerado mais equitativo, baseado em fatores como a duração do casamento, a contribuição de cada cônjuge para o casamento, e as necessidades financeiras de cada um. 

Clique no botão e fale agora com o advogado especialista

    No entanto as nuances do uso comum dos bens herdados podem levar a uma maior probabilidade de serem considerados para partilha. Por exemplo, cláusulas em testamentos que estipulam que a herança não deve ser considerada um bem conjugal podem ser levadas em conta.

Componente Emocional

    Além das questões legais, há também componentes emocionais e pessoais consideráveis na partilha de bens herdados, sendo um aspecto significativo e muitas vezes desafiador.

    A herança, no contexto familiar, é frequentemente associada a uma conexão emocional com um ente querido falecido. Pode representar não apenas valor financeiro, mas também sentimental, estando ligada a memórias e relações familiares. Isso torna a questão da partilha, de bens herdados em um divórcio, particularmente delicada.

    Vale ressaltar que quando bens com alto valor emocional estão em jogo, as negociações podem se tornar mais tensas e disputadas. Isso pode levar a um processo de divórcio mais longo, difícil e doloroso para ambas as partes, dificultando a busca por um acordo amigável.

    A divisão de bens herdados pode afetar ainda as relações com filhos e outros membros da família. Por exemplo, os filhos podem ter expectativas ou sentimentos sobre certos bens herdados, e sua divisão pode afetar as relações familiares.

    O componente emocional da partilha de bens herdados em um divórcio vai muito além dos aspectos legais e financeiros. Ele toca no coração das relações familiares, identidade pessoal e conexões emocionais profundas, exigindo uma abordagem sensível e compassiva para navegar nessas águas muitas vezes turbulentas.

Ligue e agende a sua consultoria com o Advogado Especialista.

Percepção de Justiça

    A forma como a herança é tratada no divórcio pode afetar profundamente a percepção de justiça e equidade por parte dos cônjuges. Pode haver um forte sentimento de que a herança, por ser um bem pessoal e não um fruto do casamento, não deveria ser dividida. Isso pode ser especialmente verdadeiro se a herança for vista como um “direito de nascença” ou um presente intencionalmente deixado por um ente querido especificamente para um dos cônjuges.

Conclusão

  O entrelaçamento de divórcio, herança e partilha de bens herdados é um tema multifacetado que requer uma abordagem cuidadosa, tanto do ponto de vista legal quanto pessoal. É essencial ter em mente que a legislação varia significativamente entre diferentes países e até entre regiões dentro de um mesmo país. Portanto, os detalhes exatos e como eles se aplicam podem ser bastante diferentes dependendo de onde o casal vive e de onde a herança se origina.

    Assim, a compreensão precisa dos direitos e responsabilidades de cada cônjuge em relação a bens herdados no contexto de um divórcio requer uma análise cuidadosa das leis e circunstâncias específicas. Por isso, a interseção de divórcio e herança é um terreno muitas vezes emocionalmente carregado e, por isso, complexo.

    Dada a complexidade dessas questões, é fundamental buscar aconselhamento legal especializado. Os advogados de direito de família podem fornecer orientação essencial, assegurando que os bens sejam partilhados de forma justa e de acordo com as leis pertinentes, ao mesmo tempo em que se considera a natureza única dos bens herdados e as emoções envolvidas

Precisando de um Advogado Especialista em sua causa?Somos o escritório certo para te atender.

Caso tenha alguma dúvida entre em contato conosco do escritório Galvão & Silva, nossos advogados terão satisfação em atender suas demandas.

5/5 - (1 vote)

___________________________

Artigo escrito por advogados especialistas do escritório Galvão & Silva Advocacia. Inscrita no CNPJ 22.889.244/0001-00 e Registro OAB/DF 2609/15.
Conheça nossos autores.


Atualizado em 11 de março de 2024

Deixe um comentário ou Sugestão:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escritório bem avaliado

Temos uma reputação global por fornecer serviços jurídicos excepcionais.

Posts relacionados

Investimentos financeiros em caso de...

Por Galvão & Silva Advocacia

12 mar 2024 ∙ 10 min de leitura

Divórcio e Dívidas Conjuntas: Quem Paga o...

Por Galvão & Silva Advocacia

11 mar 2024 ∙ 12 min de leitura

Como funciona o divórcio no Brasil?...

Por Galvão & Silva Advocacia

28 fev 2024 ∙ 8 min de leitura

Posts recomendados

Advogado especialista em dívidas bancárias

Por Galvão & Silva Advocacia

28 dez 2020 ∙ 8 min de leitura

Homologação de sentença estrangeira

Por Galvão & Silva Advocacia

15 jun 2014 ∙ 41 min de leitura

Direito Administrativo

Por Galvão & Silva Advocacia

29 abr 2014 ∙ 21 min de leitura

Onde nos encontrar

Goiânia - GO

Av. Portugal, n°1148, Sala C 2501 - Edifício Órion Business & Health Complex, Setor Marista, Goiânia - GO CEP: 74.150-030

São Paulo - SP

Avenida Paulista, 1636 - Sala 1504 - Cerqueira César, São Paulo - SP CEP: 01.310-200

Belo Horizonte - BH

Rua Rio Grande do Norte, 1435, Sala 708 - Savassi, Belo Horizonte - MG CEP: 30130-138

Águas Claras - DF

Rua das Pitangueiras 02 Águas Claras Norte, Lote 11/12, Edifício Easy, Mezanino, Brasília - DF CEP: 71950-770

Fortaleza - CE

Rua Monsenhor Bruno, nº 1153, Sala 1423 - Scopa Platinum Corporate, Aldeota, Fortaleza - CE CEP: 60115-191

Florianópolis - SC

Av. Pref. Osmar Cunha, 416, Sala 1108 - Ed. Koerich Empresarial Rio Branco, Centro, Florianópolis - SC CEP: 88015-200

Natal - RN

Avenida Miguel Alcides de Araújo, 1920, Lote A, Capim Macio, Natal - RN CEP: 59078-270

Salvador - BA

Avenida Tancredo Neves, 2539, Sala 2609 - CEO Salvador Shopping Torre Londres, Caminho das Árvores, Salvador - BA CEP: 41820-021

Teresina - PI

Rua Thomas Edson, 2203 - Horto, Teresina - PI CEP: 64052-770

Curitiba - PR

Rua Bom Jesus, Nº 212, Sala 1904 - Juvevê - Curitiba - PR CEP: 80.035-010

João Pessoa - PB

Avenida Dom Pedro I, no 719, sala 104, Tambiá - João Pessoa - PB CEP: 58020-514

©2024 Galvão & Silva - Todos os Direitos Reservados. CNPJ 22.889.244/0001-00 | OAB/DF 2609/15

Entrar em contato pelo WhatsApp
✓ Válido

Olá, tudo bem? Clique aqui e agende uma consulta com o especialista.
Formulário de whatsapp
Ligar
Auarde um momento enquanto geramos o seu protocolo de atendimento.