É Crime Não Realizar a Homologação do Meu Divórcio Estrangeiro? Veja

É Crime Não Realizar a Homologação do Meu Divórcio Estrangeiro?

Envia-nos sua mensagem Converse com um advogado

Preencha o formulário abaixo e receba nosso contato personalizado em 5 minutos:

Por Galvão & Silva Advocacia

0 Comentários

3 min de leitura

nao-realizar-a-homologacao

No disparado processo de globalização o qual o mundo se encontra imerso, as pessoas não mais se limitam a fronteiras territoriais em suas associações, expandindo, inclusive, as relações matrimoniais. Consequentemente, são inúmeros os casos de divórcios de brasileiros sendo realizados no exterior, e a não realização da homologação também

Contudo, para que a sentença estrangeira que decretou o divórcio de um brasileiro tenha validade jurídica no Brasil, é preciso submetê-la à homologação da decisão estrangeira perante o Superior Tribunal de Justiça, ou, ao Cartório de Registro Civil, para casos específicos.

Destarte, sabendo que a homologação da decisão estrangeira de divórcio é um procedimento elementar para que o ato estrangeiro passe a ter validade no Brasil, é crime a sua não realização? Não, porém não é tão simples. O brasileiro divorciado no exterior deve estar ciente que a não homologação da sentença poderá desencadear em consequências que variam desde o âmbito imobiliário até questões na seara criminal, como será esclarecido a seguir.

É cediço que o casamento celebrado por autoridade estrangeira é considerado válido no Brasil, conforme dispõe o portal Consular do Ministério das Relações Exteriores. Todavia, para que o casamento disponha de efeitos jurídicos em território Nacional, deverá ser registrado em Repartição Consular brasileira no país do matrimônio e, posteriormente, transcrito em Cartório de Registro Civil no Brasil.

Ainda assim, mesmo que as partes não realizem o registro no Brasil do casamento realizado no exterior, não quer dizer que continuarão solteiros, pois como anteriormente esclarecido, o casamento celebrado no exterior é válido para o Brasil. Noutro giro, quando ocorre o divórcio, é decretado o fim da sociedade conjugal constituída no matrimônio, de forma que os ex-cônjuges passam a dispor de legalidade para contrair um novo casamento.

Fale com um advogado especialista.
Fale conosco

Portanto, tendo em vista que o Brasil é um país soberano, só reconhecerá a validade jurídica da decisão estrangeira de divórcio após o devido processo legal, qual seja a homologação. Logo, o cônjuge brasileiro que não deu prosseguimento à homologação e posterior averbação do divócio, ainda constará como casado perante a República Federativa do Brasil.

Neste sentido, as questões matrimoniais são tratadas com tamanha singularidade pela justiça brasileira que a Constituição Federal esclarece, em seu artigo 226, que a família é base da sociedade, tendo proteção especial do Estado. Da mesma forma, o Código Penal, em atenção às questões anteriormente mencionadas, estabelece sobre os crimes contra a família e o casamento.

Assim sendo, em seu artigo 235, institui a criminalização da bigamia, ou seja, contrair, sendo casado, novo casamento. Porém, mesmo que o nubente se case posteriormente, o matrimônio será impedido e nulo, como esclarecem os artigos 1.521, inciso VI e 1.548, inciso II do Código Civil.

Ainda, deve ser ressaltado que a legislação possui uma lacuna quanto a tipificação do crime de bigamia no cenário supracitado. Porém, as partes devem se ater ao fato de estar em vigência o entendimento que defende ser nulo o novo casamento realizado antes da homologação, sujeitando os cônjuges às penalidades do crime de bigamia.

Ligue agora e agende uma reunião.
(61) 3773.4196

No mesmo parâmetro das incumbências penais de possível ocorrência pela não homologação da sentença estrangeira, poderá haver o agravamento da questão caso uma das partes se declare como solteira no Brasil. Por vezes, na tentativa de fazer aproveitamento do vão legal acima exposto, o ex-cônjuge se refere como solteiro, isto por desconhecer que incorrerá em crime de falsidade ideológica, criminalizada no artigo 299 do Código Penal brasileiro.

Além de todo o exposto, a não homologação da sentença estrangeira poderá refletir em demais áreas, como em questões patrimoniais, no caso de divisão de bens, empresariais, questões bancárias e até imigratórias. Logo, salienta que mesmo a ausência da homologação da sentença estrangeira de divórcio não invalidar novo casamento ou configura bigamia automaticamente, as partes devem estar cercadas do cuidado necessário para evitar futuros problemas judiciais.

Ademais, frente a tantos detalhes e procedimentos documentais e legais, um advogado especialista na área de Direito Internacional se mostra mais que necessário. Nosso escritório conta com os advogados mais capacitados na área e totalmente dispostos a buscar as melhores soluções para suas questões legais. Agende já uma consultoria com o advogado especialista e conte com uma atuação assertiva e ágil!

5/5 - (1 vote)

Publicado em 18 mar 2022

Deixe um comentário ou Sugestão:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts relacionados

Quais os tipos de divórcio passíveis de...

Por Galvão & Silva Advocacia

20 set 2022 ∙ 6 min de leitura

Divórcio Internacional: Entenda como Fazer!

Por Galvão & Silva Advocacia

07 jul 2022 ∙ 6 min de leitura

Preciso Homologar o Divórcio Estrangeiro Sem...

Por Galvão & Silva Advocacia

16 maio 2022 ∙ 2 min de leitura

Posts recomendados

Divórcio Extrajudicial de forma Simples e...

Por Galvão & Silva Advocacia

28 fev 2020 ∙ 5 min de leitura

Entenda o que é Inventário, e para que...

Por Galvão & Silva Advocacia

23 maio 2019 ∙ 3 min de leitura

Entenda como funciona um Inventário de forma...

Por Galvão & Silva Advocacia

28 jan 2019 ∙ 14 min de leitura

Onde nos encontrar

Sede principal - Venâncio Shopping

SCS Quadra 08, Venâncio Shopping, Bloco B-60, 2º Andar, Salas 203 e 204 – Brasília-DF CEP: 70.333-900

Onde nos encontrar

Águas Claras

Rua das Pitangueiras 02 Águas Claras Norte - Brasília DF, Lote 11/12, Edifício Easy, Mezanino.
©2022 Galvão & Silva - Todos os Direitos Reservados.
Entrar em contato pelo WhatsApp
✓ Válido