Como Manter sua Licença Ambiental em Dia: Dicas Importantes Como Manter sua Licença Ambiental em Dia: Dicas Importantes

Como Manter sua Licença Ambiental em Dia: Dicas Importantes

Por Galvão & Silva Advocacia

0 Comentários

9 min de leitura

licenca-ambiental-em-dia

Emitida por órgãos governamentais encarregados da proteção ao meio ambiente, a licença ambiental autoriza empresas, empreendimentos ou projetos a operarem dentro de parâmetros definidos. Nesse sentido, manter a licença ambiental em dia é uma tarefa de suma importância para garantir a conformidade legal e a sustentabilidade das operações de uma organização. 

Neste artigo, exploraremos como empresas e empreendedores podem deixar a licença ambiental em dia, adotando medidas proativas para contribuir positivamente para a preservação do meio ambiente. Siga a leitura e saiba mais sobre o assunto!

Por que as licenças ambientais são importantes?

As licenças ambientais desempenham um papel muito importante no Brasil, ao salvaguardar o meio ambiente, assegurar o cumprimento das legislações ambientais e fomentar práticas sustentáveis. Assim, esses documentos estabelecem condições rigorosas para organizações, com o objetivo de prevenir ou mitigar impactos adversos, como a poluição do ar, da água e do solo, além de proteger ecossistemas frágeis e a biodiversidade

Além disso, ao impor padrões ambientais, as licenças incentivam empresas a adotar inovações e tecnologias limpas, promovendo um ambiente de negócios mais sustentável. Por fim, contribuem para o equilíbrio entre o desenvolvimento econômico necessário e a manutenção dos recursos naturais, garantindo que o progresso atual não comprometa a qualidade de vida das futuras gerações.

Ligue e agende a sua consultoria com o Advogado Especialista.

Quais são os requisitos para manter uma licença ambiental em dia?

Os requisitos para manter uma licença ambiental em dia podem variar dependendo do órgão ambiental responsável e da complexidade das atividades envolvidas. No entanto, existem diretrizes gerais que normalmente se aplicam:

  1. Cumprimento das condições da licença: é imperativo aderir a todas as exigências, medidas, prazos, metas e limites de emissões estipulados na licença ambiental escolhida;
  1. Monitoramento contínuo: coletar dados e produzir relatórios de acordo com as especificações da licença é uma prática essencial para demonstrar conformidade contínua;
  1. Renovação da licença: providenciar a renovação da licença antes de seu vencimento é de extrema importância;
  1. Atualização com regulamentações ambientais: assegura que a empresa permaneça em conformidade com os requisitos legais em constante evolução e continue com a licença ambiental em dia;
  1. Diálogo transparente com as autoridades: manter um canal de comunicação aberto com o órgão ambiental competente é de extrema importância, pois o relato de quaisquer problemas ou mudanças nas atividades ajuda a evitar complicações futuras;
  1. Pagamento de taxas e tarifas: o não cumprimento dos pagamentos associados à licença ambiental pode resultar na suspensão ou revogação da licença;
  1. Conformidade com condicionantes: respeitar todas as condicionantes estabelecidas na licença é essencial, o que pode envolver a realização de estudos ambientais, a adoção de tecnologias limpas e outras medidas específicas para mitigar impactos ambientais.
Precisando de um Advogado Especialista em sua causa?Somos o escritório certo para te atender.

Com que frequência devo renovar minha licença ambiental?

A fim de renovar a licença ambiental para uma atividade ou empreendimento, é necessário fazer a solicitação com no mínimo 120 (cento e vinte) dias de antecedência em relação à data de vencimento estabelecida na licença, conforme estipulado na Resolução CONAMA 237/97 e na Lei Complementar 140/11. Nesse sentido: 

Art. 18. O órgão ambiental competente estabelecerá os prazos de validade de cada tipo de licença, especificando-os no respectivo documento, levando em consideração os seguintes aspectos: 

I – O prazo de validade da Licença Prévia (LP) deverá ser, no mínimo, o estabelecido pelo cronograma de elaboração dos planos, programas e projetos relativos ao empreendimento ou atividade, não podendo ser superior a 5 (cinco) anos. 

II – O prazo de validade da Licença de Instalação (LI) deverá ser, no mínimo, o estabelecido pelo cronograma de instalação do empreendimento ou atividade, não podendo ser superior a 6 (seis) anos. 

III – O prazo de validade da Licença de Operação (LO) deverá considerar os planos de controle ambiental e será de, no mínimo, 4 (quatro) anos e, no máximo, 10 (dez) anos. 

§1o A Licença Prévia (LP) e a Licença de Instalação (LI) poderão ter os prazos de validade prorrogados, desde que não ultrapassem os prazos máximos estabelecidos nos incisos I e II. 

§2o O órgão ambiental competente poderá estabelecer prazos de validade específicos para a Licença de Operação (LO) de empreendimentos ou atividades que, por sua natureza e peculiaridades, estejam sujeitos a encerramento ou modificação em prazos inferiores. 

§3o Na renovação da Licença de Operação (LO) de uma atividade ou empreendimento, o órgão ambiental competente poderá, mediante decisão motivada, aumentar ou diminuir o seu prazo de validade, após avaliação do desempenho ambiental da atividade ou empreendimento no período de vigência anterior, respeitados os limites estabelecidos no inciso III. 

§4o A renovação da Licença de Operação (LO) de uma atividade ou empreendimento deverá ser requerida com antecedência mínima de 120 (cento e vinte) dias da expiração de seu prazo de validade, fixado na respectiva licença, ficando este automaticamente prorrogado até a manifestação definitiva do órgão ambiental competente.

Resolução CONAMA 237/97

Art. 14. Os órgãos licenciadores devem observar os prazos estabelecidos para tramitação dos processos de licenciamento.

[…]

§ 4º  A renovação de licenças ambientais deve ser requerida com antecedência mínima de 120 (cento e vinte) dias da expiração de seu prazo de validade, fixado na respectiva licença, ficando este automaticamente prorrogado até a manifestação definitiva do órgão ambiental competente.

LC 140/11

É importante verificar a licença específica emitida para o seu empreendimento, pois o prazo de validade será claramente indicado nesse documento. Assim, para manter a licença ambiental em dia, você deve iniciar o processo de renovação antes do vencimento estabelecido na licença, seguindo os procedimentos e requisitos estipulados pelo órgão ambiental competente.

Clique no botão e fale agora com o advogado especialista

Como renovar minha licença ambiental?

Além de estar ciente da data de vencimento da licença ambiental, um dos primeiros passos no processo de renovação é reunir toda a documentação necessária, a qual pode incluir informações atualizadas sobre o empreendimento, estudos ambientais, planos de gestão ambiental e outros documentos relevantes.

Ademais, é necessário preencher os formulários e documentos de acordo com as instruções fornecidas pelo órgão ambiental, garantindo que todas as informações necessárias sejam fornecidas e atualizadas. No mais, a renovação da licença ambiental geralmente envolve o pagamento de taxas, portanto, é importante verificar as taxas aplicáveis e seguir as instruções para efetuar o pagamento.

Em seguida, o órgão ambiental revisará todos os documentos e informações fornecidos, podendo realizar inspeções no local, se necessário, para avaliar o cumprimento das condicionantes da licença vigente. Depois, o órgão ambiental emitirá uma nova licença ambiental com um prazo de validade renovado.

Imperioso ressaltar que as etapas específicas podem variar de acordo com a legislação local e com a natureza da atividade. Portanto, é fundamental entrar em contato com o órgão ambiental responsável e seguir suas orientações para garantir uma licença ambiental em dia. 

Não entrei com o processo de renovação da licença ambiental no prazo, e agora?

Se o pedido de renovação for apresentado com menos de 120 dias antes do vencimento da licença e o órgão ambiental não concluir a análise antes da data de vencimento, o empreendedor poderá celebrar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o órgão ambiental para garantir a continuidade legal das operações.

No entanto, caso o pedido não seja protocolado e a licença expire, o empreendedor será obrigado a interromper todas as atividades e iniciar todo o processo de licenciamento novamente, caso deseje continuar operando. Dessa forma, manter as operações com a licença vencida constitui uma infração, sujeitando tanto a pessoa jurídica quanto seus gestores e diretores a sanções penais previstas em lei.

Ligue e agende a sua consultoria com o Advogado Especialista.

Quais são as consequências de não manter minha licença ambiental em dia?

Operar sem uma licença ambiental em dia pode resultar em sanções legais significativas, as quais variam de acordo com o grau da infração. Além disso, as autoridades ambientais têm o poder de suspender as atividades operacionais da empresa ou empreendimento, o que pode levar a interrupções significativas nos negócios.

Outra consequência importante é a responsabilidade civil, onde danos ambientais causados por operações sem licença podem resultar em obrigações de indenização para terceiros afetados pelos impactos ambientais adversos. Ademais, a falta de conformidade com as regulamentações ambientais pode prejudicar a reputação da empresa perante o público, clientes, investidores e órgãos reguladores, afetando negativamente sua imagem e seus negócios.

Por outro lado, em casos graves de poluição ou danos ambientais, a empresa também pode enfrentar ações judiciais de indivíduos ou grupos afetados, buscando indenização por danos à saúde, à propriedade ou ao meio ambiente. Tudo isso, somado às multas, custos legais e despesas relacionadas à regularização, pode ter um impacto financeiro significativo sobre a empresa, reduzindo a lucratividade e a capacidade de crescimento.

Portanto, manter a licença ambiental em dia não é apenas uma questão de cumprir obrigações legais, mas também uma medida fundamental para proteger os interesses financeiros, a reputação da empresa e demonstrar responsabilidade ambiental, contribuindo para a sustentabilidade a longo prazo.

Conclusão

Diante do exposto, ter um advogado especializado em Direito Ambiental para manter sua licença ambiental em dia é fundamental, visto que esse profissional possui o conhecimento necessário para interpretar e acompanhar as leis ambientais em todos os níveis governamentais, incluindo as regulamentações específicas para diferentes setores de atividade.

Além disso, um advogado ambiental desempenha um papel fundamental na preparação e revisão de toda a documentação relacionada à licença ambiental, incluindo requerimentos de renovação, relatórios de conformidade, estudos ambientais e planos de gestão ambiental. Isso reduz consideravelmente o risco de atrasos ou problemas na renovação da licença.

Precisando de um Advogado Especialista em sua causa?Somos o escritório certo para te atender.

Outrossim, o monitoramento de prazos é outro aspecto crítico em relação à manutenção da licença ambiental em dia, visto que um advogado pode garantir que todos os prazos para relatórios, renovações e outras obrigações sejam cumpridos pontualmente, evitando assim o risco de suspensão ou revogação da licença.

Nesse ínterim, o escritório de advocacia Galvão & Silva conta com os melhores advogados especialistas em Direito Ambiental do país, que estão sempre prontos para ajudar você a manter sua licença ambiental em dia. Entre em contato conosco e receba um atendimento célere, personalizado e humanizado. Estamos ansiosos para te ajudar!

5/5 - (1 vote)

Atualizado em 16 de janeiro de 2024

Deixe um comentário ou Sugestão:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escritório bem avaliado

Temos uma reputação global por fornecer serviços jurídicos excepcionais.

Posts relacionados

Desmistificando o Processo Administrativo...

Por Galvão & Silva Advocacia

17 jan 2024 ∙ 8 min de leitura

Fiscalização Ambiental: O que Esperar e...

Por Galvão & Silva Advocacia

09 jan 2024 ∙ 7 min de leitura

Licença Ambiental: Entenda o Processo de...

Por Pedro Henrique

08 jan 2024 ∙ 9 min de leitura

Posts recomendados

Advogado especialista em dívidas bancárias

Por Galvão & Silva Advocacia

28 dez 2020 ∙ 8 min de leitura

Homologação de sentença estrangeira

Por Galvão & Silva Advocacia

15 jun 2014 ∙ 41 min de leitura

Direito Administrativo

Por Galvão & Silva Advocacia

29 abr 2014 ∙ 21 min de leitura

Onde nos encontrar

Goiânia - GO

Av. Portugal, n°1148, Sala C 2501 - Edifício Órion Business & Health Complex, Setor Marista, Goiânia - GO CEP: 74.150-030

São Paulo - SP

Avenida Paulista, 1636 - Sala 1504 - Cerqueira César, São Paulo - SP CEP: 01.310-200

Belo Horizonte - BH

Rua Rio Grande do Norte, 1435, Sala 708 - Savassi, Belo Horizonte - MG CEP: 30130-138

Águas Claras - DF

Rua das Pitangueiras 02 Águas Claras Norte, Lote 11/12, Edifício Easy, Mezanino, Brasília - DF CEP: 71950-770

Fortaleza - CE

Rua Monsenhor Bruno, nº 1153, Sala 1423 - Scopa Platinum Corporate, Aldeota, Fortaleza - CE CEP: 60115-191

Florianópolis - SC

Av. Pref. Osmar Cunha, 416, Sala 1108 - Ed. Koerich Empresarial Rio Branco, Centro, Florianópolis - SC CEP: 88015-200

Natal - RN

Avenida Miguel Alcides de Araújo, 1920, Lote A, Capim Macio, Natal - RN CEP: 59078-270

Salvador - BA

Avenida Tancredo Neves, 2539, Sala 2609 - CEO Salvador Shopping Torre Londres, Caminho das Árvores, Salvador - BA CEP: 41820-021

Teresina - PI

Rua Thomas Edson, 2203 - Horto, Teresina - PI CEP: 64052-770

Curitiba - PR

Rua Bom Jesus, Nº 212, Sala 1904 - Juvevê - Curitiba - PR CEP: 80.035-010

João Pessoa - PB

Avenida Dom Pedro I, no 719, sala 104, Tambiá - João Pessoa - PB CEP: 58020-514

©2024 Galvão & Silva - Todos os Direitos Reservados.

Entrar em contato pelo WhatsApp
✓ Válido

Olá, tudo bem? Clique aqui e agende uma consulta com o especialista.
Formulário de whatsapp
Ligar
Auarde um momento enquanto geramos o seu protocolo de atendimento.