A Mãe Pode usar o Dinheiro da Pensão como Quiser ? A Mãe Pode usar o Dinheiro da Pensão como Quiser ?

A Mãe Pode usar o Dinheiro da Pensão como Quiser ?

Converse com um advogado

Preencha o formulário abaixo e receba nosso contato personalizado:

Por Galvão & Silva Advocacia

0 Comentários

6 min de leitura

a-mae-pode-usar-o-dinheiro-da-pensao-como-quiser

Muitos pais se perguntam, “a mãe pode usar o dinheiro da pensão como quiser?”. Ocorre que o Direito de Família delimita que a obrigação alimentar é de ambos os pais para com os filhos, na proporção da necessidade do alimentando e da possibilidade do alimentante.

O pedido de pensão alimentícia poderá ser requerido pelo genitor que estiver residindo com o menor, de acordo com a regulamentação da guarda e o magistrado deverá fixar o valor da pensão alimentícia, considerando o requisito acima.

Nosso escritório Galvão & Silva Advocacia é especialista em Direito de Família e neste artigo, explicaremos quais são as diretivas legais da pensão alimentícia, respondendo se a mãe pode usar o a pensão como quiser.

O que é pensão alimentícia?

Antes de respondermos se “a mãe pode usar o dinheiro da pensão como quiser“, vamos saber o que é a obrigação alimentar. A pensão alimentícia é uma obrigação alimentar definida pelo Código Civil. Trata-se de um valor destinado à manutenção e desenvolvimento de um membro de uma família, como filhos, ascendentes, entre outros membros.

Na prática, ela é um auxílio financeiro oferecido por quem possui a obrigação de fornecer alimentos a outra pessoa que é ligada a ele por laços familiares. De acordo com o artigo 1.694 do Código Civil, o pagamento da pensão alimentícia é uma obrigação que deve ser cumprida por todos os responsáveis, como pais, avós, tios e tias.

Essa obrigação é independente da situação financeira dos responsáveis e pressupõe o pagamento regular dos alimentos até que a pessoa possa ficar financeiramente autossuficiente. O valor do benefício da pensão alimentícia é calculado com base no rendimento do alimentante e na necessidade do alimentado.

A pensão alimentícia é um direito previsto na legislação brasileira e tem o objetivo de garantir o sustento dos dependentes financeiros. É importante lembrar que o não cumprimento da obrigação pode acarretar multas ou mesmo a prisão dos responsáveis.

Por isso, é importante ter consciência dos direitos dos alimentando e dos deveres dos alimentantes para garantir uma relação saudável entre os membros da família. Mas então, a mãe pode usar o dinheiro da pensão como quiser?

Ligue e agende sua consultoria com o Advogado Especialista em Direito de Família.

A mãe pode usar o dinheiro da pensão como quiser?

Por desconhecimento, muitos acreditam que apenas as mães solicitam pensão alimentícia, com vistas à manutenção das necessidades dos filhos. Daí o surgimento desta pergunta, a mãe pode usar o dinheiro da pensão como quiser?

Ocorre que, como vimos anteriormente, a obrigação alimentar é de ambos os pais, inclusive podem ser requeridos entre cônjuges, por ascendentes ou descendentes. Neste sentido, amplia-se o questionamento de “a mãe pode usar o dinheiro da pensão como quiser?” para “o tutor pode usar o dinheiro da pensão como quiser?”

Porém, antes de responder a ampliação desse questionamento, precisamos verificar que na maioria das vezes o quantum fixado para pensão alimentícia é irrisório. Ou seja, se o magistrado fixar a pensão alimentícia em 20% (vinte por cento) do salário mínimo, isto corresponde a R$260,00 (duzentos e sessenta reais).

Este valor, com toda a certeza, não cobre o mínimo de despesas relacionadas à criação de um filho. Assim, a mãe pode usar o dinheiro da pensão como quiser? Sim, a mãe ou o pai (quem estiver como tutor do menor), devem administrar o valor da pensão alimentícia em benefício do filho.

Por isso, antes de responder se a mãe pode usar o dinheiro da pensão como quiser, precisamos questionar se o valor fixado para pensão alimentícia estará, de fato, fixado de acordo com as necessidades do alimentando. Sabendo que, não apenas a mãe, mas também o pai, pode atuar como tutor do menor.

Ligue e agende sua consultoria com o Advogado Especialista em Direito de Família.

Prestação de contas da pensão alimentícia

Tendo respondido se a mãe pode usar o dinheiro da pensão como quiser, sabendo que não apenas a mãe, mas o pai também pode requerer pensão alimentícia, caso esteja com a guarda do filho. Vamos verificar sobre a possibilidade de prestar contas sobre o uso da pensão alimentícia.

O Superior Tribunal de Justiça entendeu que é cabível a obrigação de prestar contas da pensão alimentícia, com base no artigo 1.583, § 5º do Código Civil, in verbis: “qualquer dos genitores sempre será parte legítima para solicitar informações e/ou prestação de contas, objetivas ou subjetivas, em assuntos ou situações que direta ou indiretamente afetem a saúde física e psicológica e a educação de seus filhos.”

A mãe pode usar o dinheiro da pensão como quiser? O tutor que está na guarda do filho, pode administrar os valores recebidos em pensão alimentícia, de maneira responsável, colocando as necessidades do filho em primeiro lugar.

De acordo com o Código Civil, a pensão alimentícia foi criada para garantir o direito do filho ao sustento e ao desenvolvimento. Assim, o objetivo da obrigação alimentar é assegurar ao filho condições de se desenvolver plenamente. Se o dinheiro da pensão alimentícia é entregue ao tutor, ele deve usá-lo para garantir o cumprimento dessa finalidade. 

De modo geral, a mãe pode usar o dinheiro da pensão como quiser? Sim. Contudo, só pode usá-lo para benefício do filho. E, o alimentante (sendo ele, o pai ou mãe) poderá solicitar informações ou prestação de contas sobre os valores entregues em pensão alimentícia.

Portanto, a mãe pode usar o dinheiro da pensão como quiser, desde que em benefício do desenvolvimento e manutenção das necessidades do filho. E, o alimentante pode solicitar informações sobre como a pensão está sendo utilizada.

Em todo o caso, sabe-se que após a separação de um casal, podem surgir muitas razões para desavenças na criação dos filhos. Inclusive, questionamento como “a mãe pode usar o dinheiro da pensão como quiser, quando há fixação de alimentos em processo judicial.

Por essas razões, é importante que os genitores possuam o auxílio de um advogado especialista em Direito de Família. Nosso escritório Galvão & Silva Advocacia é atuante nesta área e poderá orientar os membros desta relação sobre seus direitos e obrigações.

Conclusão

Neste artigo, respondemos se a mãe pode usar o dinheiro da pensão como quiser, verificando que esta pergunta é cabível ao genitor responsável pela guarda do filho. O tutor que recebe a pensão alimentícia é responsável por administrar os valores em prol da necessidade do alimentando.

Nosso escritório Galvão & Silva Advocacia é especialista em Direito de Família e esclareceu que para além do questionamento se a mãe pode usar a pensão como quiser, é importante resguardar os direitos do alimentado, para que o valor e administração seja compatível com o que precisa.

Apesar de a mãe poder usar o dinheiro da pensão como quiser, o alimentante pode solicitar informações e prestação de contas sobre como a pensão alimentícia tem sido utilizada. Nesse sentido, o advogado de família também ajuda neste processo de prestação de contas.

É necessário que se conte com a assessoria desse profissional qualificado para minimizar os riscos e promover a igualdade de direitos entre as partes e a satisfação dos interesses dos filhos. Para isso, nosso escritório Galvão & Silva Advocacia, oferece serviços de consultoria e assessoria jurídica.

Caso você ainda tenha dúvidas sobre se a mãe pode usar o dinheiro da pensão como quiser, entre em contato conosco para que possamos lhe orientar e verificar se há necessidade de solicitar prestação de contas de pensão alimentícia. Fale agora mesmo conosco!

3.7/5 - (6 votes)

___________________________

Artigo escrito por advogados especialistas do escritório Galvão & Silva Advocacia. Inscrita no CNPJ 22.889.244/0001-00 e Registro OAB/DF 2609/15.


Atualizado em 8 de maio de 2023

Deixe um comentário ou Sugestão:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escritório bem avaliado

Temos uma reputação global por fornecer serviços jurídicos excepcionais.

Posts relacionados

Investimentos financeiros em caso de...

Por Galvão & Silva Advocacia

12 mar 2024 ∙ 10 min de leitura

Divórcio e Dívidas Conjuntas: Quem Paga o...

Por Galvão & Silva Advocacia

11 mar 2024 ∙ 12 min de leitura

Divórcio e Herança: Como Fica a Partilha de...

Por Galvão & Silva Advocacia

11 mar 2024 ∙ 6 min de leitura

Posts recomendados

Advogado especialista em dívidas bancárias

Por Galvão & Silva Advocacia

28 dez 2020 ∙ 8 min de leitura

Homologação de sentença estrangeira

Por Galvão & Silva Advocacia

15 jun 2014 ∙ 41 min de leitura

Direito Administrativo

Por Galvão & Silva Advocacia

29 abr 2014 ∙ 21 min de leitura

Onde nos encontrar

Goiânia - GO

Av. Portugal, n°1148, Sala C 2501 - Edifício Órion Business & Health Complex, Setor Marista, Goiânia - GO CEP: 74.150-030

São Paulo - SP

Avenida Paulista, 1636 - Sala 1504 - Cerqueira César, São Paulo - SP CEP: 01.310-200

Belo Horizonte - BH

Rua Rio Grande do Norte, 1435, Sala 708 - Savassi, Belo Horizonte - MG CEP: 30130-138

Águas Claras - DF

Rua das Pitangueiras 02 Águas Claras Norte, Lote 11/12, Edifício Easy, Mezanino, Brasília - DF CEP: 71950-770

Fortaleza - CE

Rua Monsenhor Bruno, nº 1153, Sala 1423 - Scopa Platinum Corporate, Aldeota, Fortaleza - CE CEP: 60115-191

Florianópolis - SC

Av. Pref. Osmar Cunha, 416, Sala 1108 - Ed. Koerich Empresarial Rio Branco, Centro, Florianópolis - SC CEP: 88015-200

Natal - RN

Avenida Miguel Alcides de Araújo, 1920, Lote A, Capim Macio, Natal - RN CEP: 59078-270

Salvador - BA

Avenida Tancredo Neves, 2539, Sala 2609 - CEO Salvador Shopping Torre Londres, Caminho das Árvores, Salvador - BA CEP: 41820-021

Teresina - PI

Rua Thomas Edson, 2203 - Horto, Teresina - PI CEP: 64052-770

Curitiba - PR

Rua Bom Jesus, Nº 212, Sala 1904 - Juvevê - Curitiba - PR CEP: 80.035-010

João Pessoa - PB

Avenida Dom Pedro I, no 719, sala 104, Tambiá - João Pessoa - PB CEP: 58020-514

©2024 Galvão & Silva - Todos os Direitos Reservados. CNPJ 22.889.244/0001-00 | OAB/DF 2609/15

Entrar em contato pelo WhatsApp
✓ Válido

Olá, tudo bem? Clique aqui e agende uma consulta com o especialista.
Formulário de whatsapp
Ligar
Auarde um momento enquanto geramos o seu protocolo de atendimento.