Artigos

Saiba tudo sobre divórcio no cartório

Hoje temos falado muito sobre os diversos tipos de divórcio esse é um tema bem complexo e muitas dúvidas têm pairado sobre a mente de casais que pretendem terminar sua relação conjugal e precisam de formas mais simples para resolver seus problemas de interesse.

Desta forma tem se falado muito sobre o divórcio no cartório onde muitas pessoas acreditam que este processo é feito exclusivamente no cartório e simplesmente pelo tabelião, sem a necessidade da presença de um advogado.

Mas o que a maioria não sabe é que mesmo para este tipo de divórcio é preciso de toda a documentação necessária na modalidade do divórcio formal ou judicial, e ainda a presença de um advogado como parte fundamental do processo.

Sendo assim vamos adicionar as informações mais importantes para que você conclua um divórcio em cartório de forma correta confira!

  • Condições para Realizar o divórcio em cartório

Uma das primeiras condições para que seja feita o divórcio é que as partes estejam de comum acordo e que seja uma modalidade consensual e que também não haja filhos menores de idade ou que sejam incapazes.

Na relação de bens do casal, eles podem ser ou não serem partilhados isso influenciara única e exclusivamente nas taxas que o cartório irá cobrar dependendo dos valores dos bens.

Os documentos necessários para começar o processo são:

  1. – Copia dos documentos pessoais;
  2. – Comprovantes de endereço;
  3. – Certidão de casamento;
  4. – Escritura de pacto antenupcial, caso exista.
  5. – Caso tenha bens; a relação dos mencionados.

Divórcio Judicial

No divórcio judicial caso tenha a existência de um ou mais filhos e não haja consenso entre o casal na partilha, será necessário um advogado para cada parte.

Neste caso chamaremos o divórcio de litigioso, ou seja, isso quer dizer que haverá conflito entre as partes.

Desta forma vamos citar algumas características do divórcio litigioso.

Não consensual, alguém não esta concordando ou com o divórcio ou com os termos do divórcio, por exemplo, com a divisão de bens. O casal tem filhos menores de idade ou não são capazes e existe uma diferença com relação a guarda dos filhos.

  • Divórcio em Cartório Extrajudicial

Para esta modalidade de divórcio que é feita em cartório, é necessário seguir algumas observações:

  1. – Ser de comum acordo ou seja, amigável entre as partes.
  2. – Que o casal não tenha filhos menores de idade ou incapazes, provenientes da relação.

O casal que pretende se divorciar  e atender esses quesitos importantes poderá assim ser feito pelo cartório tornando o processo menos burocrático se tornando mais ágil e rápido, neste caso será necessária a presença de um Advogado no cartório podendo ser o mesmo para os dois.

É muito importante frisar que é indispensável a presença de um advogado para o divórcio extrajudicial, não podendo ser indicado pelo cartório.

Caso você esteja passando por alguns destes dois tipos de divórcio opte sempre pela forma mais amigável de resolver para que isso não se torne uma briga duradoura nos tribunais.

Caro leitor o que você achou deste artigo? Foi interessante? Esclareceu suas duvidas? Caso tenha gostado não deixe de compartilhar em suas redes sócias e interagir com seus amigos, afinal de contas sua opinião é muito importante para nós.

Saiba tudo sobre divórcio no cartório
5 (100%) 1 voto