Notícias

Advogado orienta como não se endividar no Dia das Mães

O Dia das Mães será comemorado no próximo domingo (11) e, até lá, os filhos deverão invadir as lojas em busca do tradicional presente. A data é a segunda maior em movimentação no comércio, perdendo apenas para o Natal. Paralelo ao aumento das vendas, a data também influencia no aumento dos endividados. As facilidades de crédito e as promoções podem ser uma armadilha para que o consumidor acabe comprometendo a renda.

Segundo o advogado Rodrigo Vasco, que é especialista em direito do consumidor, o cartão de crédito é o grande vilão nessas situações. “O consumidor tem que observar o seu potencial econômico, não fazendo muitas dívidas no cartão, afinal, eles são conhecidos por possuir taxas abusivas”, orienta.

Rodrigo lembra que este período é marcado pelo estímulo ao consumismo, impulsionado pela ideia de que é preciso presentear. “Por isso, é comum que o consumidor acabe se endividando”, comenta.

Para evitar que o mimo dado à mamãe se torne uma dor de cabeça, o advogado recomenda pagar à vista. “Essa ainda é a melhor forma de se fazer uma compra, pois não se acumula dívidas posteriormente e ainda é possível negociar um desconto. Caso o comprador não tenha o dinheiro na mão, que pelo menos veja uma possibilidade que não tenha juros. Isso evita que o consumidor não assuma uma dívida que não terá como pagar posteriormente”, garante Rodrigo.

Fonte: G1

Advogado orienta como não se endividar no Dia das Mães